feminismo

bloga8, Opinião|Bea

o silêncio das inocentes

Há dias, quando lia uma notícia que uma menina de 12 anos tinha ficado grávida de um presumível homem adulto, vi imensos comentários a culpabilizar a criança: que com aquela idade (reforço que tinha apenas 12 anos) já sabia mais que muitas mulheres adultas e que, mentiu, aquando o seu envolvimento com o homem, dizendo que tinha 16 anos. Acontece que, quando o homem soube da sua idade real, continuou a praticar os atos sexuais, inclusivé engravidou a criança.

Eu até posso acreditar que muitas meninas de 12 anos sejam maduras e consigam parecer mais velhas e que, em alguns casos, até tenham conhecimentos da sexualidade que consigam alterar a verdade dos factos para um homem menos astuto e inteligente e até consigo entender que, como há muito homem desesperado, a invenção ou ocultação da idade perante a menor, tenha sido um fator atenuante no início da relação, mas olhando para o caso com mais atenção, reparo em dois ou três aspetos que me fazem refletir:

continuar a ler

feminismo

[feminista] Vamos falar de privilégio.

Este artigo é especialmente para ti se preenches estas características: Raça caucasiana; Cis género; Heterossexual e Homem.

Olá pessoa mais privilegiada do planeta Terra!

Como vão as coisas aí em cima, nesse maravilhoso pedestal de privilégio?! Boas, não é?! Acredito que sim…

Ora, depois de leres estas palavras com certeza alguns pensamentos já te passaram pela cabeça:

“Mas eu não sou privilegiado, trabalho muito para conseguir o que tenho.”
“Todos podem ter as mesmas oportunidades, afinal vivemos numa democracia”
“Venho de famílias humildes, e nada me foi dado de bandeja”
“Agora é tudo muito sensível e já não posso dizer as coisas que dizia antes”
“Deves ser uma “feminazi”, e queres destruir a minha masculinidade”
“Isso do racismo é coisa do passado”
“Os gays andam a tomar conta do Mundo.” continuar a ler

feminismo

[feminismo] God (didn’t) shave the Queen!

Feliz Ano Novo!

Esta é sempre aquela altura do ano que tem algo de especial. Se pensarmos de forma muito racional, o dia 1 de Janeiro, é apenas mais um dia. Mas talvez porque aos comandos societários assim nos ditaram ou apenas porque Magia existe, parece que estamos mais felizes, mais motivados, e prontos para assumir novas realidades e abrir horizontes.

Sorrisos são partilhados, promessas eternas de mudança para o melhor são dadas, inscrições em ginásios e marcações de viagens paradisíacas são feitas. A vibração geral é de positividade e encanto. Isso transmite uma esperança na humanidade do indivíduo sentida nestes momentos em que parece que o coletivo se junta para o bem do planeta. continuar a ler