bloga8, Opinião|Bea

Oncologia – a sala de espera

Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2018

A sala está composta: entro e sento-me mas rapidamente dou o meu lugar a uma senhora que tinha seguramente o triplo da minha idade. Vejo que naquela sala, ao contrário das outras alas daquele hospital privado, as paredes têm quadros do elemento da vida: a água. Mares, rios e riachos foram propositadamente pendurados ali. Vejo mulheres a assumir a sua cabeça desnuda, casais de mãos cerradas e famílias inteiras enlutadas.

continuar a ler

bloga8

Super herói de meninos, porque as meninas “são medricas”

Ontem fui à escolinha dos meninos contar uma história. Por norma, costumo todos os anos fazer uma atividade em coordenação com a educadora para que o meu filho sinta que a mãe estará sempre presente nos momentos que ele precisa.

O ano passado decidi levar algumas experiências científicas simples e este ano decidi levar uma história. Só tive um pedido da educadora: Que a história começasse por P, uma vez que estão a “descobrir” a letra P na sala.

Fui à livraria e decidi escolher o livro: “Pedro é um super-heroi”. Claro que escolhi este porque como o miúdo se chama Pedro tinha todo o sentido e até porque era um dos poucos livros da coleção “Pedro” que ainda não tinha. Comuniquei à educadora e guardei o livro na mala.

continuar a ler

feminismo

[feminismo] O que as Mulheres Sem Filhos querem mesmo dizer…

A dada altura na vida de uma mulher esta questão surge sempre: “Então? Quando vais ter filhos?”
Está tão enraizado como: “Quando apresentas o namorado? Quando é que casas?…”
O meu sorriso (ou pelo menos penso) está já preparado, sendo que esta pergunta nesta fase da minha vida é feita regularmente. Já estou com a mesma pessoa há 14 anos e tenho 32 anos de idade. Na verdade já há alguns anos que ouço: “É bom começares a ter filhos que já estás a chegar aos 30.”
O tal sorriso automático, formatado para a ocasião, é a salvação para a não continuação de uma conversa que acaba por ser um pouco desagradável.

continuar a ler

bloga8

És mãe? Então não tens lugar para ti.

Não estou nem estava à procura de emprego mas, certo dia, vi um anúncio que encaixava no meu perfil de candidatura. "Porquê que não posso arriscar?", pensei eu e sem grandes preocupações: afinal eu não estava à procura de emprego nem aspirava desistir da minha vida nómada. Adoro a minha (quase total) liberdade horária que o meu trabalho me dá:…continuar a ler
Cozinha para Crianças, nutrição

[nutrição] 1 ano de idade e 3 regras de ouro

O vosso bebé já tem 1 ano de vida? Yupi! Já pode comer de tudo! Comida sem sal? Já eras! Zero açúcar refinado? Agora não há problema! Sumos à refeição? Tadinho só bebia água! Comida dos papás? Sim, porque não?

12 meses passaram a correr e os vossos bebés já comeram tudo o que poderiam provar até então, leite materno ou não, sopa de legumes, imensas frutas coloridas e docinhas, papas saudáveis, carne, peixe, iogurtes e queijo, leguminosas, ovo… imensos alimentos novos em apenas 12 meses!

Com 12 meses e 1 dia já pode comer tudo!

Estou certa?

continuar a ler

bloga8

Tu és uma grande filha da mãe

Não há mãe à face da Terra, Lua ou Marte que não ame incondicionalmente os seus filhos. Não há mãe que não se lembre do seu filho recém-nascido, de alguma primeira conquista ou do primeiro dia de escola. Não há mãe que não saiba qual o prato que o seu filho mais gosta ou qual é a sua atividade de tempos livres preferida. Não há mãe que não saiba qual a dose de paracetamol adequada ao seu bebé quando está doente – nem que isso implique ir procurar a bula no INFARMED.

E quando algo corre mal, não há mãe que não se culpe.

continuar a ler

Crianças, montessori

[montessori] Vida Prática …. o coração num ambiente Montessori?

Ao entrar num ambiente Montessori em qualquer parte do mundo, há algo que é comum, para além de serem espaços amplos, diáfanos, luminosos, com materiais naturais e todo o material ao alcance das crianças, é a sua disposição e organização. Os espaços, por norma amplos, dividem-se em 4 grandes áreas: Vida Prática (com atividades da vida de todos os dias); Sensorial (onde dispõe de materiais para explorar cada sentido); língua e matemáticas.

Para a maior parte das pessoas, as áreas mais importantes seriam claramente língua e matemáticas, mas Maria Montessori diz-nos que Vida Prática é o verdadeiro coração do ambiente Montessori, sabe porquê? continuar a ler