Questão: Qual anticoncepcional uma pessoa Diabetica pode tomar?

Qual o melhor anticoncepcional para quem tem diabetes?

As opções livres de estrogênio incluem dispositivos intra-uterinos (DIU) de cobre e DIU de levonorgestrel (DIU-LNG) e o implante de etonogestrel.

Quem tem diabetes pode tomar pílula?

No caso da diabética, é preciso adicionalmente verificar como está seu controle glicêmico. Se estiver estável, seu uso pode ser adotado, mas é recomendável que a pílula escolhida seja a de mais baixa dose hormonal, para que sua interferência na glicemia seja a menor possível.

Qual o melhor anticoncepcional para quem tem pressão alta e diabetes?

Mulheres hipertensas com níveis de pressão arterial abaixo de 159/99 mmHg. 1- Não há restrição alguma ao uso dos seguintes método contraceptivos: Minipílula (pilula de progesterona), implante anticoncepcional, DIU de cobre, DIU Mirena (DIU hormonal) ou camisinha masculina.

Qual o anticoncepcional que posso tomar?

Deve-se tomar um comprimido por dia até o final da cartela, sempre no mesmo horário, totalizando 21 dias com o uso da pílula. Ao fim da cartela, deve-se fazer então uma pausa de 7 dias, que é quando ocorre a menstruação, e iniciar uma nova cartela no oitavo dia da pausa, independente da menstruação.

INTERESSANTE:  O que fazer para a menstruação durar 3 dias?

Qual o anticoncepcional mais saudável?

Apesar de existirem diversos métodos contraceptivos, o método mais eficaz e recomendado é o uso da camisinha na relações sexuais, isso porque além de evitar a gravidez indesejada também previne infecções sexualmente transmissíveis.

Quem tem diabetes pode tomar Tâmisa 20?

A pílula combinada não é recomendada para mulheres com diabetes que já apresentam complicações oftalmológicas, renais ou outras complicações vasculares; nesses casos, deve-se escolher um outro método anticoncepcional.

Quem tem diabete pode tomar anticoncepcional?

Casos de diabetes sem complicações permitem que qualquer método contraceptivo seja utilizado, mas se a mulher já tiver diabetes há mais de 20 anos, tiver alguma complicação ou aumento do risco cardiovascular (como obesidade, pressão alta, aumento do colesterol…)

Quais os anticoncepcionais que causam trombose?

Lista de anticoncepcionais que mais causam trombose

  • Selene.
  • Diane.
  • Allestra.
  • Belara.
  • Ciclo 21.
  • Level.
  • Stezza.
  • Mercilon.

Quem tem pressão alta pode tomar qual anticoncepcional?

Quem tem pressão alta não pode usar qualquer anticoncepcional devido ao risco de descontrole da pressão, infarto, acidente vascular cerebral e trombose.

Quem tem pressão alta pode usar Implanon?

Sou hipertensa, posso usar o implante contraceptivo subcutâneo (Implanon)? Você deve ser avaliada por um médico. Pela hipertensão pode, mas há outras questões envolvidas.

Quem tem pressão alta pode tomar injeção trimestral?

Quem tem hipertensão pode tomar a Depo-Provera injetavel? A Depo-Provera pode provocar retenção de líquidos em algum grau, portanto seu uso deve ser discutido com o médico assitente responsável pelo tratamento da sua hipertensão.

Qual anticoncepcional indicado para mioma?

Todos os anticoncepcionais tem o mesmo efeito no tratamento do mioma, seja oral, injetável, DIU, implante, etc. Nunca inicie ou troque uma medicação anticoncepcional sem a ajuda do seu médico.

INTERESSANTE:  Como cuidar do rosto do bebê?

Qual o anticoncepcional mais indicado para quem quer ganhar peso?

O método contraceptivo mais associado ao ganho de peso é a injeção trimestral de medroxiprogesterona.

Qual o melhor anticoncepcional para quem vai tomar a primeira vez?

Como tomar o anticoncepcional pela primeira vez

  1. Pílula combinada. A pílula anticoncepcional combinada tem dois hormônios na composição, os estrogênios e progestativos, e é o contraceptivo mais usado pelas mulheres. …
  2. Minipílula. …
  3. Adesivo. …
  4. Anel vaginal. …
  5. Implante. …
  6. Injetável. …
  7. DIU.

Qual é o melhor anticoncepcional para emagrecer?

“Anticoncepcional não emagrece. Não existe nenhuma evidência científica que seu uso possa contribuir para a perda de peso.”, afirma Cintia Cercato, presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem).