Relacionamentos

Parentalidade, Relacionamentos

a última bolacha do pacote

Há tanta coisa que muda quando somos pais, que não consigo definir qual delas é a mais profunda: se o corpo da mulher, se a forma de encarar a vida, se o amor incondicional pela aquela criaturazinha que acabou de nascer. O que para nós era uma verdade absoluta quando ainda éramos virgens na parentalidade, agora depois do milagre da vida, aquela verdade não era assim tão absoluta e passou, durante aquelas horas de parto, a uma verdade relativa. E realmente, daquele pedaço da carne da nossa carne, nascem pessoas transformadas, novos seres: os pais.

Nós, enquanto pais, temos o dever de dar aos nossos filhos ferramentas para que eles sejam adultos saudáveis: físicamente mas sobretudo, emocionalmente. A autonomia é essencial na vida. Somos nós que os preparamos para a dureza dos dias de adulto, somos nós que os preparamos para saber lidar com os seus relacionamentos, somos nós que somos responsáveis por transmitir segurança na liberdade que lhes damos e por todos os valores que lhes encutimos, não só nas palavras mas, também, nas ações. continuar a ler