Opinião|Bea

Bloga8, Crianças, Opinião|Bea

|não ofereça nada aos meus filhos sem o meu consentimento, obrigada!|

A educação das crianças cabe aos pais. E apenas aos pais. Os avós já outrora foram pais, os tios já foram ou ainda vão ser e os amigos e amigas não se devem intrometer. Sobretudo na educação alimentar.

Os pais, em conjunto com o pediatra ou nutricionista, decidem o que dar, quando dar e como dar a comida aos seus filhos. Com as devidas restrições. É sabido que não se deve dar leite de vaca antes dos 12 meses. É sabido que devemos evitar açúcar na alimentação das crianças. É sabido que não devemos empanturrar as crianças com comida.

Um dia, à porta do médico, continuar a ler

Bloga8, Opinião|Bea

|doismiledezasseis|

O ano começou menos bem por estes lados. Todos nós apanhamos uma virose gástrica e, por isso, andei desaparecida durante uns tempos. O que vale é que a minha querida Mónica ficou ao comando do navio enquanto recuperava.

Este ano, tal como acontece desde 2010, fiz três listas para o novo ano: a das metas, a das extravagâncias e a das obrigações. Ambas com 12 itens.

A das extravagâncias, como o próprio nome diz, é uma lista de coisas materiais que quero. Normalmente é aquela que menos itens ficam cumpridos no final dos anos.

A das obrigações é aquela lista que tem de ser obrigatoriamente cumprida. E quando digo obrigatoriamente é mesmo obrigatoriamente. Fazem parte dessa lista por exemplo, fazer uma campanha de voluntariado, doar roupa e brinquedos 2 vezes por ano ou reutilizar e reciclar materiais e lixo. Normalmente, em Março, risco quase todos os itens desta 😛

A das metas é uma coisa mais duradoura. É para tentar cumprir e ao longo do tempo. Este ano decidi partilhar convosco, na integra, esta lista. continuar a ler

Bloga8, Crianças, EcoFamily, Opinião|Bea, Parentalidade

|organização com crianças|#2

BeatrizEvolucao_36smn-15.jpg

A semana passada falei-vos sobre rotinas. O quão é importante para a organização de uma família, nomeadamente daquelas que têm crianças, ter algumas coisas organizadas, nomeadamente as refeições.

Hoje, é a vez do orçamento familiar. Por cá não é fácil. Apenas um recebe um ordenado fixo. O outro, como é freelancer, há meses que recebe, mas também há meses que não vê cêntimo, por isso, não contamos com ele para a contabilização geral do mês. continuar a ler

Bloga8, Opinião|Bea, Parentalidade

|organização com crianças|#1

Eu confesso que sou naturalmente desorganizada. Ou melhor, sou organizada na confusão. Que é bem diferente! Uma pessoa desorganizada não sabe o que tem, onde tem e, normalmente, vive num caos. Depois há aquele tipo de pessoa que arruma tudo e não sabe onde põe nada (o caso do meu marido!). E depois o tipo de pessoa – o meu- que pode não ter um sítio específico para as meias xpto, para os clips aos corações e para os pensos higiénicos diários sem-abas-com-superabsorção-e-mais-não-sei-o-quê, mas sabe exatamente onde está tudo.

Depois de ser mãe pela primeira vez continuei um registo deixa-andar, só tinha um filho, que era calmo, e não tínhamos muitas rotinas pré-definidas.

continuar a ler

Bloga8, Cozinha para Crianças, Crianças, Opinião|Bea, Sugestões de presentes

|há coisas que me tiram mesmo do sério| #2

hacoisasquemetiramdoserio.jpgO meu filho adora cozinhar. Adora ajudar-me, dentro das limitações de uma criança de 3 anos, nalgumas tarefas que uma casa precisa. Põe a mesa todos os dias em que não está mal disposto; põe a roupa suja no cesto da roupa para lavar; gosta de brincar aos restaurantes e ao faz-de-conta. A única coisa que não gosta é de comer a sopa sozinho.

O que me tira mesmo do sério é continuar a ler

Bloga8, Opinião|Bea

|há coisas que me tiram mesmo do sério…|

Importamos tudo. O Dia de S. Valentim, o Halloween e umas tantas festas por ano. Importamos os hambúrgueres, a comida rápida, os shakes, smoothies e tantos outros hábitos pouco saudáveis. Esquecemo-nos de importar a melhor coisa que a América tem - o Dia de Ação de Graças. E não estou a falar de hábitos religiosos. Nem tão pouco das mesas…continuar a ler