Opinião|Bea

Opinião|Bea

|criança, mas qual criança?|

Fico frustrada quando neste dia vêm a público campanhas publicitárias nos órgãos de comunicação social, de partidos políticos e de grandes marcas infantis recheadas de imagens de crianças de raça/etnia negra, sem roupa e com escassez de comida. Fico mesmo enojada e até dentro de mim há aquela raiva que se apodera de forma quase animalesca e de certo modo com vontade de partir esta merda toda.

continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea

|vamos falar sobre renascer? – a ciência da morte|

Continuando com o tema da semana, a ciência, e passados sete dias de um dia muito triste para mim - o dia do falecimento da minha avó - decidi dedicar este texto à imortalidade. Não, não descobri o elixir da imortalidade e nem sequer o queria para mim. Mas encontrei algo que permite perpetuar a memória dos nossos entes queridos.…continuar a ler
Opinião|Bea, Parentalidade, Regresso às aulas

|carta ao (futuro) professor do meu filho|

Caro (futuro) professor, Não me conhece porque ainda nem sequer conheceu o meu filho. Mas sabe, ele vai ser um dos seus alunos mais desafiantes. Pergunta a cada segundo o porquê das coisas e preocupa-se demasiado com os outros. Ele tem necessidade de conhecimento e uma memória de elefante. É um pouco mais lento do que os outros a resolver…continuar a ler
bloga8, Opinião|Bea

|margarida|

O corpo humano é uma bomba biológica. Quando nascemos, a conjugação dos nossos genes começa o countdown para o fim. Os nossos maus hábitos, as fracas rotinas de sono, as opções menos saudáveis são como aqueles cortes nos fios errados que fazem com que o tempo corra mais rápido para a explosão.

Tenho a minha avó no hospital, continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea

|há coisas que me tiram mesmo do sério!| #8 – A madrasta que não é má

Tenho algumas amigas que cuidam dos filhos que não nasceram do seu ventre, mas são os seus filhos. Dão banho, dão de jantar, dão colo e carinho e até acordam à noite para verificar a febre. São aquele nome que nunca gostei de pronunciar nem tão pouco escrever porque o preconceito criado por imensas fábulas e histórias me fazem lembrar a vingança e a maldade.

As boadrastas são mulheres que encontraram o amor numa pessoa com um passado que deixou frutos e que, normalmente, não têm culpa da relação anterior ter terminado. continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea

|porque não dou pistolas de brincar aos meus filhos|

No post sobre os melhores presentes de Natal para os miúdos, referi que cá em casa não deixava entrar brinquedos bélicos nomeadamente pistolas e armas.

Como sabem, eu tenho dois rapazes e as brincadeiras preferidas cá de casa são lutas e jogos. Quando os vejo a brincar (e até com o pai lá no meio) parece uma cena típica de brincadeiras de crias de leão do NatGeo Wild. Empiricamente (e falo só com experiência de mãe) parece-me que esta experimentação de defesa pessoal é considerada animalesca e primária, mas normal. continuar a ler