Opinião|Bea

bloga8, Opinião|Bea, Parentalidade

Parentalidade positiva? E que tal começarmos por um relacionamento positivo?

Quando escrevi o texto sobre o machismo com as mães, nunca pensei em debater este assunto do relacionamento positivo. Na minha cabeça, não fazia sentido de outra forma, mas, pelas mensagens que recebi e pelas preocupações que senti no encontro das Mães do Porto (Mom Date – Porto), achei que trazer este tema era mais do que justificado.

Eu e o Pedro discordámos muitas vezes quanto à educação dos nossos filhos. Ele foi educado de uma forma e eu de outra e ambos temos visões diferentes do que seria a “educação” perfeita dos nossos filhos. Muitas vezes ele tem razão e noutras sou eu que a tenho (mas mais que ele, claro!!). continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea

Bela, recatada e do lar

Todo o universo cibernáutico gargalhou destas palavras (bela, recatada e do lar). Portugal em peso ria da bobagem que a primeira-dama Temer dizia dela própria numa revista tipo “Maria” do Brasil. Mal sabíamos nós que, passado pouco mais de um ano, o cuspe nos caía da maneira mais vergonhosa que existe – na justiça. País que achávamos super evoluído, o nosso, que aprova leis como a da gestação de substituição ou o casamento homossexual, vinha a ter um juiz que iria, numa sentença, recorrer à lei da Bíblia e claro, fazer julgamento de carácter e moral de uma mulher adúltera. continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea, Parentalidade

Será que o meu filho está preparado para a escola primária?

Todos os dias me fala no “piso superior”. Todos os dias me fala na “escola primária”, nas letras e nos números que vai aprender. Todos os dias me pergunta quando é que vai poder mudar-se para a escola a sério.

Confesso que estou com medo. Em primeiro lugar, estou com medo desta ansiedade. Estou com medo que apanhe uma frustração quando perceber que é muito mais divertido ficar na pré-escola. Em segundo, estou com medo que não desfrute o suficiente das brincadeiras, dos recortes e das pinturas que ainda tem para fazer apenas porque quer que o tempo passe demasiado depressa.

Estou apavorada por não saber se ele é capaz de estar concentrado nas aulas. Estou apavorada por não ter a certeza de que ele será realizado. Já o disse aqui que não me importo se ele não for um aluno brilhante. Sinceramente, neste momento é o que menos me importa.

continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea, Parentalidade

Mãe, onde ficam os teus filhos?

Lembrei-me de escrever sobre este tema numa conversa telefónica com um amigo que ainda não tem filhos. Não sei porque é que as pessoas que não têm filhos fazem julgamentos instantâneos sobre a vida e os filhos dos outros – é a chamada santa ignorância.

Conversávamos sobre a minha ausência de casa durante o período pós-jantar para umas reuniões de alguns projetos que faço parte e na qual surgiu a típica pergunta:

Onde ficam os teus filhos?

continuar a ler

bloga8, Make me Craft, Opinião|Bea, Regresso às aulas

6 dicas para um regresso às aulas sem complicações

Todos os anos, quando era criança e adolescente, era a histeria total com o Regresso às Aulas: queria comprar as canetas de gel com brilhantes, os cadernos de argolas com risquinhas fininhas… e as borrachas? Aquelas imaculadas borrachas branquinhas eram mesmo as meninas bonitas dos olhinhos da mamã.

Mas vou-vos contar um segredo: ainda hoje, quando chega esta altura, compro uma ou duas coisinhas para me agradar a alma. E, claro, com os miúdos a precisar destas coisas, é mais fácil esconder estes pequenos caprichos. 🙂

Depois de umas férias relaxantes com areia a entrar por todos os orifícios do corpo derivado das constantes construções marinhas dos miúdos, dos tímpanos desgastados pela quantidade de vezes que chamam “oh maaaaannhhheeeee!” e da garganta um tanto arranhada pelas interjeições “não faças isso”, “não batas no teu irmão” “sai da água!”. Chega o tempo de os despachar para a escola. Para não entrarem em stress pós férias, ficam aqui algumas dicas para este novo ano letivo. continuar a ler

Opinião|Bea

|o meu casamento foi boa ideia porque…|

Hoje deparei-me com o post da Joana Gama do blog “A mãe é que sabe” sobre o seu novo estado civil – divorciado e decidi escrever sobre as boas coisas de estar casada.

Atenção: Claro que não estou a criticar quem se divorcia – por amor de Deus! – quero é que as pessoas sejam é felizes. Se o divorcio implicar um bem estar para todos, GO FOR IT. Agora, eu (ainda) gosto de estar casada, logo, tinha mesmo mesmo mesmo de fazer esta reflexão. continuar a ler

Opinião|Bea

|os seis avós dos miúdos|

Se há coisa que me recordo da minha primeira infância são os meus avós. Como apenas fui para o jardim-escola com três/quatro anos, lembro-me de brincar com eles, de ir ao mercado municipal buscar o peixe e os legumes, lembro-me de ir ao talho escolher a carne e, por incrível que pareça, ainda hoje algumas das peças de carne que compro são as mesmas e com as mesmas indicações que a minha avó na altura dizia.

Lembro-me de lanchar com eles, de ir aos baloiços e da minha avó “pegar” com o meu avô. E rirem-se muito, muito! continuar a ler

bloga8, Opinião|Bea

|vamos falar de bullying dos pais?|

Hoje em dia o bullying está na boca do mundo graças a corajosas vítimas que denunciam os agressores mas também devido às partilhas dos infelizes acontecimentos nas redes sociais. Nunca me vou esquecer dos vídeos que abriram os telejornais nem tão pouco vou esquecer das gargalhadas dos miúdos que de forma infantil, gravam esses vídeos dos seus pares a serem esbofeteados, pontapeados e agredidos.

É muito triste ver isso, e um dia dedicar-lhe-ei um tempinho aqui no blog, mas hoje quero falar de outra coisa – do bullying dos pais. continuar a ler