Crianças

Crianças, montessori

[montessori] Vida Prática …. o coração num ambiente Montessori?

Ao entrar num ambiente Montessori em qualquer parte do mundo, há algo que é comum, para além de serem espaços amplos, diáfanos, luminosos, com materiais naturais e todo o material ao alcance das crianças, é a sua disposição e organização. Os espaços, por norma amplos, dividem-se em 4 grandes áreas: Vida Prática (com atividades da vida de todos os dias); Sensorial (onde dispõe de materiais para explorar cada sentido); língua e matemáticas.

Para a maior parte das pessoas, as áreas mais importantes seriam claramente língua e matemáticas, mas Maria Montessori diz-nos que Vida Prática é o verdadeiro coração do ambiente Montessori, sabe porquê? continuar a ler

bloga8, Crianças

Viagem esp(e)acial [com infoprint bilingue]

A melhor prenda de Natal que recebi foram umas borrachas do sistema solar.  Estas pequenas esferas foram para mim e para os miúdos horas de entretenimento. Confesso que nunca as usarei para apagar uma linha de lápis no entanto, estão em cima da minha secretária e usá-las-ei sempre que puder como o meu pequeno e lindo modelo planetário do nosso sistema solar.

Foi com estas borrachas que eles aprenderam os nomes dos planetas. O Pedro, já sabia alguns, de ouvir nas histórias que lhes contamos, mas não sabia a sequência nem tão pouco sabia que haviam uns maiores que os outros e que entre a Marte e Vénus existia a Terra. continuar a ler

bea recomenda, Crianças, Parentalidade, um livro para ti

[livro da semana] #GeraçãoCordão – a geração que não desliga + Desafio

Todos nós desde o primeiro momento da vida uterina somos alimentados por um cordão - o umbilical. Mal se nasce, e se começa a respirar sozinho, esse cordão é cortado. E passamos a ser um ser independente de tudo. Passamos a ser só nossos. Claro que precisamos de alguém que nos alimente, que cuide de nós, que nos abrace, que…continuar a ler
bloga8, Crianças, EcoFamily

|vamos acabar com as picadas dos mosquitos?|

Quando vamos de férias para um local quente, há uma série de preocupações que saltam logo à vista: protetor solar, chapéus, roupa fresca e replente de insectos. É que estes pequeninos bichinhos adoram atacar os meus miúdos quando dormem.

O problema era que, como muitos de vocês já sabem, sou uma esquecida de primeira – conclusão – esquecia de aplicar o replente e os miúdos acabavam por ser mordidos na mesma.

continuar a ler

bloga8, Cozinha para Crianças, Crianças, Eventos

|cerelac: do trigo à barriguinha do bebé|

Na sexta-feira da semana passada, como muitos souberam através do meu Instagram, rumei a Lisboa a convite da Nestlé para saber como são feitas as papas Cerelac. Já no evento anterior tinha ficado com o bichinho da curiosidade em modo de alerta para conhecer melhor os produtos da Nestlé Infantil e como sou um pouco como o S. Tomé – ver para crer – este convite foi ouro sobre azul.

continuar a ler

Crianças, pediatria

[pediatria] Picky Eaters – Seletividade Alimentar

Você fez tudo certinho, fez a introdução alimentar aos 6 meses corretamente, o bebé gradualmente aceitou as papas e, quando você achava que estava tudo certo, ele começa a recusar. Principalmente por volta do segundo ano de vida: não come “nada”, mama menos, parece que vive de vento. O medo se acentua quando o bebê é “magro” (na visão dos…continuar a ler
bloga8, Crianças, Irmãos

|irmãos: os deles e o meu|

Esta é a primeira fotografia deles juntos. Não acredito que já se passaram quase três anos e que quer um, quer outro tenham mudado tanto: já nenhum usa fraldas, nenhum mama, nenhum chora para comer e já nem sequer acordam de noite.

Hoje sorriem mais, tagarelam um com o outro e até já dão passes na bola. Chateiam-se, puxam cabelos, dizem um ao outro “gosto muito de ti” e “eu sou teu amigo”, mas também, chegam a insultar-se de “mau” e “parvo”.

continuar a ler

Bebés, bloga8, Cozinha para Crianças, Crianças, Eventos, Gravidez e Pós-Parto

|os primeiros 1000 dias: comer saudável, crescer saudável|

No passado sábado, a convite da Nestlé Infantil, fui a Lisboa assistir à conferência “Primeiros 1000 dias: Impactos na saúde do bebé”.

Confesso que inicialmente estava apreensiva quanto à palestra. Primeiro porque receava que fosse um género de “retiro” para promover as marcas (o que não foi de todo!) e em segundo lugar, porque eu, mãe que amamentei os meus filhos até eles quererem, não queria de todo que fosse considerada uma “maluquinha das maminhas” por estar num evento daquele género.

continuar a ler