bloga8

bloga8

Estou cansada.

Estou sozinha sentada na minha cama ladeada por uma taça de frutos secos salgados e por uma caneca de coca-cola. Penso no quão duro foi o meu dia de hoje, com berros, birras, constantes limpezas de rabos e negociações para comer, dormir e para pararem de saltar em cima do sofá. Sinto que todo o meu esforço para ser boa mãe, respeitar a parentalidade “do bem”, de não berrar, de aceitar a individualidade de cada um, de mostrar alternativa ao mau comportamento, me está a sufocar o cérebro. continuar a ler

bloga8

Lookbook x BeaBond

A minha inspiração para a minha linha permanente de tshirts ativistas surgiu da conversa com a Caitlyn Jenner, como ontem referi. Não fazia ideia que todos os dias eram maltratados, violados e, em casos extremos, assassinados seres humanos apenas e só pela sua escolha sexual, pela sua identidade de género ou até porque afirmam que a igualdade entre homens e mulheres devia ser uma realidade imediata.
Eu bem sei que não consigo mudar o mundo com uma linha de tshirts. Eu bem sei que, com o valor angariado, não dá para quase nada para essas causas, mas como a sabedoria popular nos ensina: grão a grão, enche a galinha o papo.

continuar a ler

#àconversacom, bloga8, Testemunhos reais

I am Bea and She is Caitlyn

A sabedoria popular diz-nos que só sabemos algo da vida, quando passamos pela situação. E isto fez todo o sentido para mim, quando em Novembro, em pleno WebSummit, tive a oportunidade de estar cinco minutos com a Caitlyn Jenner. Já o tinha dito aqui que a admirava imenso mas nunca me passou pela cabeça que passado pouco mais de um ano ia estar face to face com a Cait e, muito menos, ter a exclusividade de conversar com ela.

continuar a ler

bloga8

O que é que a Mulher Incrível tem de comum com a Cruz Ramirez?

Se não sabem de quem estou a falar é porque perderam dois filmes de animação espetaculares: o Cars 3 e o The Incredibles 2 . Para contextualizar e para poder ter um ponto de partida para a minha reflexão, a mulher incrível mais conhecida por mulher elástica é a mãe de uma família de super heróis e a Cruz Ramirez foi treinadora de um dos carros mais velozes de sempre – o Faísca McQueen.

Mas, afinal o que a Mulher Elástica tem de comum com a Cruz Ramirez?

continuar a ler

bloga8

Rock on, Bea!

Foi há 4 anos que fui a última vez ao Rock in Rio. Estava grávida do Miguel e fui ver o meu amor platónico de sempre – o Robbie Williams. Lembro-me da minha excitação quando vi o concerto, lembro-me de ver várias grávidas (grávida, repara em grávida, certo?) e algumas famílias com crianças pequenas.

Este ano regressei à Cidade do Rock e apreciei melhor o que de bom tem o festival.

Passada uma semana do término deste mega festival, conto-vos as novidades desta edição e, claro, a minha experiência.

continuar a ler

bloga8

[gastronomia] WineSummit 2018 – a experiência

Numa era em que a globalização, internacionalização e indiferenciação se fazem sentir, a valorização das origens e do estado de arte que a vinha proporciona culminaram, em contexto de partilha de conhecimento, num coração repleto de humildade. Solo, vinha, terroir: três conceitos recheados com um misto de esperança, dedicação e magia. Explorar este micro/macro mundo de incógnitas significa embarcar em desafios inesperados, aceitando a certeza de que é uma mais valia compreender a mãe natureza para prosseguirmos em simbiose.

Seguimos, com este pensamento em mente, para a segunda edição do Wine Summit. E, se as expectativas deixadas pelo primeiro ano pairavam numa fasquia elevada, gostaria que o leitor terminasse de ler este pedaço de ideias fragmentadas capaz de tirar suas próprias ilações. Em jeito de desculpa aos restantes oradores, este evento traduziu-se num rol de comunicações de “se lhe tirar o chapéu”. continuar a ler

bloga8

Tudo o que precisas de saber sobre o Lady Comp – monitor de fertilidade

Foi em Outubro que me tornei uma mulher mais livre ao iniciar o controlo da minha fertilidade através do monitor Lady Comp. Nunca usei por grandes períodos de tempo métodos contraceptivos hormonais pois sentia-me com mais indisposição física como dores de cabeça e enjoos, e até, senti com a introdução do DIU que comecei a ter varizes nas pernas.
Se é algo associado à hormona presente, ou não, não faço a mínima ideia. O que é certo é que depois de retirar o dispositivo do meu corpo, senti-me melhor comigo mesma, apesar das borbulhas aparecerem com mais regularidade.
Também com o DIU com progestativo – o que eu usava – senti que estava a manipular o meu corpo, uma vez que não tinha menstruação com ele colocado. E se, a menstruação foi feita para que as mulheres estejam em equilíbrio, porque anulá-la só e apenas porque não quero engravidar?
Quando iniciei esta minha aventura com o controlo da fertilidade natural, fiquei cheia de medo de ser mãe de mais uns quantos filhos, mas confiei.

continuar a ler

bloga8

Yupii Meal: tudo-em-um para as saídas ao ar livre.

Antes de ser mãe, como quase todas as pré-mães, questionava-me como os pais eram capazes de utilizar alguns gadgets para acalmar os filhos.
Entretanto fui mãe e rapidamente percebi que nem tudo o que projetamos para a nossa vida quotidiana com os nossos filhos é de acordo com o que outrora pensámos.
Cá em casa, as coisas nem sempre são fáceis. Por vezes vezes tenho de arranjar estratégias e soluções para não atirar as crianças pela janela fora e elas cooperarem o mínimo indispensável para calmamente prosseguir o jantar.

continuar a ler