Gratidão, emoção e luz [GIVEAWAY]

Faço todos os dias por ser grata por aquilo que o Universo me dá – chamem Deus, Destino ou Karma. Faço questão de ficar extremamente feliz por pequenas coisas que acontecem na minha vida. Coisas que para a maioria do comum do mortal é mais do mesmo, como por exemplo a comida que comem ou a roupa que vestem.

Desde que, no passado Natal, entrei no Colombo e vi que em poucos metros estavam expostas mais de uma tonelada de roupa, percebi que o mundo nunca mais será um sítio com igualdade de oportunidades se nós não mudarmos algo. Por isso, decidi começar por mim e mudar – tornar-me minimalista. Hoje só tenho apenas 10 partes de cima (camisas, camisolas, túnicas) e 10 partes de baixo (calças, calções e saias) e 10 vestidos. Tento que sempre que compre uma nova peça, doar a peça mais antiga ou aquela que já não goste tanto de me ver com ela.

Se eu acho que vou mudar o mundo? Não sou ingénua a esse ponto. Mas já mudei o meu mundo e posso mudar o mundo futuro – através dos meus filhos. CLARO que eu continuo a fazer muitas asneiras quer ambientais quer sociais ou económicas, mas se mudar um bocadinho de cada vez, sinto que estou a tornar tudo mais colorido.

Com a gratidão vem a emoção. Eu apesar de parecer de aço, sou de lágrima fácil, sobretudo com as coisas mais estúpidas – como com os filmes e series ou com alguma música. Quando me sinto perdida, também choro. Quando sinto saudades assolapadas também choro. Bem, mas também não pensem que ando aí sempre a chorar tá? Incrivelmente aquilo que me faz acalmar é a luz.

A luz traz a vida. E para mim, só ter uma vela acesa faz com que o ambiente emocional mude.

Ultimamente o meu pequenino Pedro anda mais irritado, mais agitado e está constantemente a falar na minha avó (que faleceu em Fevereiro). Decidi então fazer uma espécie de canalização da emoção dele para uma vela – quando ele se lembrar dela e precisar de acender a vela, faço-o. Ele fica minutos a olhar para ela e depois sopra e fica bem melhor.

Já o Miguel, que tem uma personalidade muito mais extrovertida e brincalhona usa a vela para festejar conquistas. Quando faz alguma coisa pela primeira vez, usa a vela para festejar!

A luz é por isso motivo de revitalização, ternura mas também de festejo e glória.

Estas velas são feitas com imenso carinho pela Sopros de Ternura e que gentilmente vai oferecer uma vela como as nossas – personalizada – a um seguidor do blog no Facebook. Estas velas costumam ser usadas para celebrar o aniversário dos bebés até atingirem a maioridade e assim ficarem sempre com uma recordação linda, linda!

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.