[livro da semana] #GeraçãoCordão – a geração que não desliga + Desafio

Todos nós desde o primeiro momento da vida uterina somos alimentados por um cordão – o umbilical. Mal se nasce, e se começa a respirar sozinho, esse cordão é cortado. E passamos a ser um ser independente de tudo. Passamos a ser só nossos. Claro que precisamos de alguém que nos alimente, que cuide de nós, que nos abrace, que nos dê mimos e beijos mas somos independentes daquele ser – a nossa mãe/progenitora – que nos carregou durante a nossa gestação.
Tudo é perfeito na primeira infância, nós vivemos para os nossos pais e familiares e não temos muita coisa com que nos preocupar. Somos naturalmente desligados dos problemas, das preocupações, das rotinas… Apesar de sermos só nossos, temos sempre alguém a linear o nosso caminho… Até que, começamos a ter consciência do que nos rodeia.

A partir desse momento, a parentalidade que até então foi sobretudo cuidadora, passa a ser também construtiva da criança e baseada numa constante luta interior com a imposição de limites e escolhas. Eu, enquanto mãe, não tenho respostas para a maior parte dos desafios que os meus filhos me apresentam diariamente.
Por exemplo, ultimamente o Pedrinho tem andado mais interessado em jogar no tablet. E eu, naturalmente, fui pesquisar formas de lidar com esta nova descoberta dele. Antigamente, ele não era nada interessado em gadgets e vi-me perdida com o que fazer com este pequeno “problema”.

Capa do livro #GeraçãoCordão

Li, com muito espanto, que este livro que vos apresento hoje, relata de forma muito prática como lidar com a vivência de uma criança e adolescente que não consegue desligar deste mundo digital e, por isso, decidi que seria uma das leituras para as férias.
Esta geração cordão – que não consegue ser independente destes novos aparelhos – precisa de ter regras, desafios, que brilhantemente Ivone Patrão relata neste livro.
Uma dos temas que mais fez sentido para mim, foi “Os pais como modelo: presentes e virtuais”. Há relatos impressionantes neste capítulo como p.e.: “Se quero estar com o meu filho, desligo o router”. Vou ser sincera, era o que fazia ao meu irmão, quando queria ir para o computador e ele estava a jogar RunScape. (Tinha na altura 15/16 anos). É incrível como é preciso chegar a um extremo para se comunicar em casa, e sabendo que eles estão em comunicação com os seus pares, no facebook, instagram ou twitter.
E, ao ler este livro, pensei que tinha de fazer alguma coisa de diferente que me ajudasse a superar esta minha dependência (mesmo que ligeira) dos gadgets. Por isso, propus quer a mim mesma, quer a algumas amigas um desafio:
Amanhã (dia 15 de Agosto) vou estar desconectada do mundo virtual. Vou desligar telemóvel, pc, router. Apenas vou ter a minha máquina fotográfica para registar todos os momentos e posteriormente escrever sobre o meu dia.
Espero que este dia seja o primeiro dos meus dias no tech. Querem participar connosco? Juntem-se a nós e postem as vossas fotografias (nos dias seguintes claro!) com a hashtag #notechday #desafiobloga8.
Tenham um excelente dia!
Título:#GeraçãoCordão – A geração que não desliga
Editora: Pactor
Autora: Ivone Patrão
Preço: ver aqui
Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.