[psicologia] Os nossos filhos frequentam uma Escola SaudavelMente?

Será que os nossos filhos frequentam uma escola, saudavelmente? Terá a escola dos nossos filhos condições para promover uma mente saudável?

As escolas a nível nacional enfrentam, com frequência, um conjunto crescente de sinais de alerta, que interferem directa e indirectamente, na saúde psicológica de todos os intervenientes, com particular enfoque nas crianças e jovens.

Nas escolas, são cada vez mais frequentes problemas, tais como:

  • Absentismo e abandono escolar;
  • Dificuldades emocionais, relacionais, motivacionais e de ajustamento;
  • Dificuldades de atenção e/ou concentração;
  • Problemas de comportamento e indisciplina;
  • Bullying e violência escolar;
  • Discriminação, exclusão social e estigma;
  • Comportamentos de risco;

“A prevalência dos problemas de Saúde Psicológica entre as crianças e os adolescentes tem aumentado nos últimos anos, sendo que uma em cada cinco crianças apresenta evidências de problemas de Saúde Psicológica.” Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP, 2017)

A OMS (Organização Mundial da Saúde) define Saúde Psicológica como um “estado de bem-estar que permite às pessoas desenvolver todas as suas capacidades e potencialidades, lidar com o stress e as adversidades do dia a dia, trabalhar de forma produtiva e contribuir ativamente para a sua comunidade“.

Ainda de acordo com a OMS, as crianças e adolescentes que possuem uma boa Saúde Psicológica serão capazes de alcançar e manter “níveis de funcionamento ótimo e bem-estar na escola, família, e comunidade“.

“No caso das crianças e jovens, a Saúde Psicológica permite-lhes desenvolverem-se psicologicamente, emocionalmente, socialmente e intelectualmente; iniciarem, desenvolverem e manterem relações interpessoais mutuamente satisfatórias; usarem e desfrutarem de momentos sozinhas; serem empáticas; brincarem e aprenderem; desenvolverem o sentido do certo e errado; assim como resolverem problemas e dificuldades, aprendendo com os erros.” (OPP, 2017)

No ano de 2013, a Ordem dos Psicólogos Portugueses já tinha criado a iniciativa Encontre uma Saída, um directório onde se pode encontrar profissionais habilitados por área específica de intervenção.

Mais recentemente, neste ano de 2017, a Ordem dos Psicólogos Portugueses acaba de criar um projecto intitulado Escolas SaudávelMente, que visa a aposta na promoção da Saúde no âmbito escolar, por meio da contribuição da Psicologia e dos Psicólogos, com especial destaque para os Psicólogos da Educação.

Esta iniciativa pretende-se constituir como incentivo e divulgação de boas práticas, no que respeita à promoção da Saúde Psicológica e do Sucesso Educativo nas escolas Portuguesas, estando enquadrada no âmbito da Campanha Escola SaudávelMente.

“Uma Escola SaudávelMente não tem um mero papel promotor do desenvolvimento académico, não se restringe a ser um espaço de aprendizagem de conteúdos curriculares nem se preocupa exclusivamente com o sucesso académico. Até porque não existe possibilidade de sucesso ou aprendizagem sem Saúde (Física e Psicológica)!” (OPP, 2017)

Ainda segundo a ordem dos Psicólogos Portugueses, para que se fomente a saúde psicológica e o sucesso educativo no âmbito escolar, é importante existirem factores como, por exemplo:

  • Sentimentos positivos de autoestima, auto-conceito, e auto-eficácia;
  • Expetativas positivas em relação à escola e ao futuro;
  • Compromisso com a aprendizagem;
  • Autonomia; tomada de decisão responsável; valores positivos e consciência social;
  • Capacidade de comunicação e de resolução assertiva de problemas;
  • Competências sociais e de auto-regulação;
  • Relações interpessoais positivas e de suporte; resiliência e coping;
  • Envolvimento e participação nas atividades da escola; sentimento de pertença e ligação à escola;
  • Clima escolar positivo; estratégias positivas de gestão da sala de aula;
  • Reconhecimento e valorização do trabalho da comunidade educativa;
  • Relação de proximidade com os serviços e estruturas da comunidade.

“As evidências científicas apontam para a custo-efectividade da intervenção dos Psicólogos da Educação e dos programas de prevenção e promoção da Saúde Psicológica em contexto educativo, que demonstram eficácia e resultados positivos estáveis e duradouros no desenvolvimento saudável e bem-estar das crianças, jovens e restante comunidade escolar.” (OPP, 2017)

A intervenção de um Psicólogo escolar é imprescindível para obter resultados positivos, tais como, por exemplo:

  • Diminuição do bullying e da violência;
  • Redução dos problemas de aprendizagem e da indisciplina, assim como dos problemas de comportamento e do abuso de substâncias psicoactivas;
  • Adopção de estilos de vida saudáveis;
  • Aumento do compromisso com a escola;
  • Melhoria do desempenho escolar e diminuição do absentismo;
  • Aumento do bem-estar dos alunos, famílias e comunidades.

Os Psicólogos da Educação são parceiros essenciais da Saúde (Psicológica) Escolar e da Escola na capacitação da comunidade educativa e na criação de Escolas SaudávelMente.

Uma das iniciativas que visa a participação de todas as escolas e agrupamentos do país, é a atribuição do O Selo “Escola SaudávelMente” – Boas Práticas em Saúde Psicológica e Sucesso Educativo. Com este selo, a Ordem dos Psicólogos Portugueses propõe-se reconhecer e distinguir as escolas nacionais que apresente políticas e práticas educativas comprometidas com a promoção do desenvolvimento, da aprendizagem, e da saúde psicológica de toda a comunidade educativa.

Por enquanto, esta iniciativa ainda não contempla creches e pré-escolar, mas esperemos que não por muito tempo!

Tanto pais como comunidade educativa, podem consultar o conteúdo da checklist aqui e as escolas e agrupamentos podem consultar o regulamento aqui e submeter as suas candidaturas aqui, até 15 de Maio de 2017 (hoje). As escolas que já não forem a tempo, pode sempre consultar para ir implementando melhorias e candidatarem-se numa próxima vez!

Como pais e alunos, deveremos defender um contexto saudável física, psíquica e emocionalmente. Não deixem de ter o vosso papel activo. Divulguem esta iniciativa e contagiem positivamente os responsáveis pela coordenação e direcção das escolas!

E porque todos queremos que os nossos filhos sejam felizes com as escolhas que fazem, é preciso que também sejam educados para a felicidade e em contexto saudável.

 

Até breve!

 

Joana Madureira


WEBGRAFIA

encontreumasaida.pt (2013)

escolasaudavelmente.pt (2017)

www.ordemdospsicologos.pt/pt/noticia/1968 (2017)

Artigo por Joana Madureira

Mulher e Mãe de duas crianças. Psicóloga, Formadora, Consultora de Recursos Humanos e Blogger Mentora da marca registada SCHOLA - Educar para a Felicidade.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.