|a importância da estimulação nos miúdos|

Neste tempo de chuva e frio é difícil encontrar um tempinho para sair com os miúdos. A exploração no exterior é super importante para o desenvolvimento cognitivo, social e motor das crianças. Quem o diz, são os pedopsiquiatras e pediatras.

Por isso, mesmo dentro de casa podemos encontrar alternativas para que a estimulação dos miúdos não seja deixada para trás. Desde tenra idade que faço “jogos” e “brincadeiras” com eles. Nos primeiros seis meses, comunicava, cantava, fazia massagens e mexia nas bochechinhas fofas deles.

Depois, quando começaram a sentar, comecei a oferecer brinquedos – a Sophie, a girafa e outros mordedores e brinquedos que produziam som quando eram mexidos – tipo maracas.

Eles foram crescendo, e agora nada se interessam por esses brinquedos básicos. Gostam muito de construções, livros e jogos (como o da pesca).

Aqui recomendo o que, atualmente os meus rapazolas mais gostam. (Podem clicar na imagem para ter mais detalhes)

Para mim, enquanto mãe, acho importante a informação sobre este tema. Claro que, e fica já aqui ciente que não quero que os meus filhos sejam os mais inteligentes da rua deles, mas sim que sejam super felizes. E a felicidade do Pedrinho e do Miguel, bem como de todas as crianças que me rodeiam, é o estímulo necessário para a minha realização enquanto mãe, educadora deles e cidadã.

Por isso, selecionei três livros que acho importantes para pais e todos os adultos de referência das crianças.  Pode clicar nas imagens para saber mais sobre preços.

E vocês? Quais são as estratégias que utilizam para estimular os pequeninos?

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.