|vamos falar sobre renascer? – a ciência da morte|

Continuando com o tema da semana, a ciência, e passados sete dias de um dia muito triste para mim – o dia do falecimento da minha avó – decidi dedicar este texto à imortalidade.

Não, não descobri o elixir da imortalidade e nem sequer o queria para mim. Mas encontrei algo que permite perpetuar a memória dos nossos entes queridos.

A morte normalmente é encarada cheia de medos, questões, emoções e sobretudo repudia. Mas uma coisa é certa: ninguém fica cá para semente, ou melhor, não ficávamos. Hoje, é possível renascer, mas numa espécie diferente: numa planta.

A empresa SigmaPack, através da urna biodegradável e amiga do ambiente, transforma as cinzas dos corpos das pessoas, bem como de animais, em árvores. Estas, podem ser plantadas em qualquer lado, em casa, na terra de família. Onde quiserem.

Visionária era a avó da Pocahontas que já tinha encarnado numa árvore (piada muito má, eu sei). Fica então aqui a minha vontade. Quero isto para mim.

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.