|elementos secretos|

Esta altura pré-Óscares é de uma riqueza cinematográfica que fico entusiasmada com cada filme que se anuncia. A semana passada fui ver o La La Land e mal os “Elementos Secretos” estrearam, corri para um cinema.

Fui na quinta-feira para desanuviar a cabeça, depois de ter ido a um emotivo funeral. Senti que precisava de sair e de espairecer e resolvi ir ao cinema. Desta vez fui sozinha.

Era dia de semana e dia da estreia e quase ninguém estava na sala. De muitos títulos que me cativaram, decidi escolher este filme, primeiro porque já tinha reparado no trailer a circular na FOX e depois, porque sou naturalmente defensora dos direitos de igualdade e com um gosto particular pela a astrofísica.

O filme conta a história de três amigas afro-americanas que eram calculadoras humanas da NASA (sim, o Homem foi ao espaço sem ter um computador assim todo XPTO a funcionar), na época de 60.

Katherine (personagem principal interpretada pela Detetive Carter do Person of Interest) desde bem nova teve aptidão para a matemática e bem cedo seus pais perceberam que tinham de apostar no futuro da filha. Radiante ficou quando foi “transferida” para uma unidade em que só homens podiam até então trabalhar! Mais gravoso ainda é que, naquele tempo, a América ainda tinha direitos diferentes para brancos e negros. E ela, era a primeira. Mulher e Afro americano a trabalhar naquele tão importante edifício.

Baseado numa história real, ou melhor, em três histórias reais, Elementos Secretos tem diversas frases que me impressionaram: “Todos mijamos da mesma cor” – frase proferida pelo bigboss enquanto decretava que nunca mais naquele edifício tinham casas de banho “especiais” para pessoas de cor; “a NASA tem mulheres e não é por usarmos saia, é por usar o cérebro”, dito por Katherine após ter sido questionado como era possível as mulheres trabalharem na NASA.

Filme muito rico em história, genialidade e essência moral.

Gostei tanto, mas tanto, que vou dedicar esta semana aqui no blog à ciência. Tenho muitas mas muitas coisas para contar. Fiquem atentos e…. até já!

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.