|o amor é…| (sugestões para o dia do amor)

Estamos quase a chegar à época mais lamechas do ano – sim, o dia dos namorados – e o meu namorado/marido é pouco dado a essas coisas, por isso, tal como no Natal, empenhei-me a deixar aqui o que queria (e correu minimamente bem), nesta época volto a deixar aqui a indireta daquilo que eu quero.

Por isso, este é o post dedicado a todos aqueles que NUNCA se lembram deste dia e argumentam sempre “ahh e tal não sei o que te dar”… B-A-L-E-L-A-S porque sabem que umas florzinhas calham sempre bem ou até uns chocolates dão para o gasto, mas como eu sei que as flores são uma fortuna e duram pouco e os chocolates são sempre aquela prenda-que-todos-dão-e-que-não-tem-graça-nenhuma, preparei umas sugestões super românticas para o dia do Senhor Valentim. Baratas e sobretudo úteis e românticas.

Amar é gostar dos mesmos filmes….

E o que precisamos para ver os filmes? Bilhetes,claro! Mas estes bilhetes são diferentes… são os bilhetes do amor. Tem 200 formas de demonstrar o teu amor, como beijos, jantares, abraços, filmes e muito mais… Para pessoas lamechas (como eu) este é o presente perfeito. E sabem o que é o melhor? Apenas custam 1€.

Amar é andar sempre de mãos dadas…

É tão bonito ver os casais de mão dada ou abraçados, especialmente aqueles casais mais velhos (derreto-me toda). Mas o que me faz mesmo derreter é o frio que se tem sentido E isto de andar luva-com-luva não é a mesma coisa do que andar de mãozinhas dadas. Por isso, encontrei a solução para o problema:

Estas luvas para casais são ótimas para andarem todo o ano agarradinhos! Custam 6€.

Amar é ouvir a mesma música…

Sim, se cá em casa tenho de ver 1500 jogos da bola, ele tem de ouvir em repeat a minha lista do Spotify. Há sempre resmunguice quando partilhamos os auriculares, porque caem, porque não ouvimos bem apenas com um e esta minha sugestão resolve o problema (até nas maratonas de séries depois dos miúdos estarem a dormir). Preço 2€

O amor é estar sempre lá…

Para mim, é o que mais faz sentido. Sabemos que somos amados quando o nosso amor nos ampara – nos bons e, sobretudo, nos maus momentos. Tenho tido a sorte de isso acontecer por aqui, e como tenho andado a espirrar o dia inteiro, aquilo que me ocorre de momento é ir para a cama e tomar um cházinho. Estas mega-fofas chávenas são um amor e custam duas moedinhas de um euro.

Mas o melhor, melhor, era dar isto tudo numa caixinha bonitinha com um envelope superfofinho a dizer que o vosso amor é daqui até à Lua e da Lua até aqui.

Podem adquirir todas estas maravilhas numa FlyingTiger perto de vossas excelências.

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.