|pai, quero trocar a fralda!|

Há uns dias, quando estava a caminho de Lisboa para ir ver o meu Glorioso, paramos numa estação de serviço quando me deparo com um bebé e um pai a tentar mudar a fralda no carro. Digo a tentar, porque o bebé com os seus 6 meses, esperneava por todo o lado e aquela tarefa hercúlea do pai parecia não dar muitos frutos.

Fiquei a pensar no porquê desta situação estar a acontecer, uma vez que na casa de banho há fraldários e o bebé não tinha de estar sujeito ao frio e ao desconforto do assento do carro. Foi quando reparei que na casa de banho dos homens, não tinha fraldário.

Como é possível em pleno século XXI num país desenvolvido, não existir numa estação de serviço da mais movimentada auto-estrada do país, um local para os bebés em ambas as casas de banho, ou até num sitio neutro? É inexplicável.

Recordo-me de quando trocava fraldas havia sempre uma das três opções: ou um fraldário elevatório na casa de banho da mulher (que era aquela que eu uso), um fraldário na casa de banho das pessoas com mobilidade reduzida ou até um sítio reservado às famílias (como agora acontece em maior parte dos shoppings).

Lembro-me, também, de diversas vezes que o Pedro ficava especado a olhar para a porta do WC e em que eu insistia e dizia: “entra, vais mudar a fralda ao teu filho comigo, não te vais armar em mirone!”. Nunca ninguém nos dirigiu a palavra por ele, naquele momento, pai (homem) estar a trocar a fralda ao miúdo. Mas reconheço que durante umas décadas fomos orientados para não entrarmos nas casas de banho do sexo oposto e crie alguns atrofios mentais.

Senti pena daquele homem sozinho com o filho, na tentativa de mudar a fralda. Aquele pai presente que tinha de viajar sozinho com o filho e não tinha um sítio quente nem adequado para o mudar.

Por mim, sintam-se livres, pais, avôs, tios e padrinhos de mudar o vosso bebé nas casas de banho das mulheres. Nunca verão um olhar reprovador nem qualquer comentário. Aliás, sou capaz de dar uma ajudinha 🙂

A minha casa de banho de eleição de local público para famílias são as do MarShopping: amplas, com sanitas próprias para crianças, com fraldários e local para aquecer e amamentar em tranquilidade.

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.