|estes dias|

Estou a escrever de pingo no nariz e com o Pedrinho deitado cheio de febre ao meu lado. O meu telemóvel fez o favor de fazer das suas e derreter (sim, derreter) enquanto carregava. Preciso de ir entregar umas coisas a Guimarães (desculpa Ana!) e não consigo sair de casa. No trabalho, tenho tudo atrasado: átomos em espera e equações químicas por acertar.

O Natal foi calmo, aliás, o mais calmo de sempre. A minha mãe estava doente, mas mesmo assim tudo fez para que, sobretudo os miúdos, pudessem desfrutar da quadra natalícia. O Pedrinho e o Miguel deliciaram-se com aletria e com as prendas que receberam. Gostaram sobretudo do equipamento do Benfica e da pista do Blaze e das Monster Machines – prenda que andavam a pedir durante muito tempo.

Ficam algumas fotografias destes dias.

img_1278img_1229img_1251img_1257

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.