[farmácia] Gripe

Com o Inverno, à porta começamos a ouvir falar dos primeiros casos de gripe e é inevitável temermos pela saúde dos nossos pequenotes. Não é caso para menos… Embora normalmente a gripe se resolva com facilidade, é algo que deixa as crianças muito abatidas, que as obriga a ficar em casa, e que pode ser grave quando já existem outros problemas respiratórios associados.

Por outro lado, existe uma grande confusão entre a gripe e a constipação,  e que pode ser tanto mais difícil de desmistificar quanto menos capaz for a criança de comunicar aquilo que sente.

Hoje deixo-vos algumas dicas para ajudar a distingur estas duas infeções víricas, e em particular quais as medidas preventivas, sintomas, formas de tratamento da gripe.

O que é a gripe?

A gripe é uma infeção causada pelo vírus Influenza, e que em Portugal se manifesta essencialmente entre os meses de Novembro e Março, uma vez que este vírus subsiste mais facilmente em ambientes frios e secos.

O Influenza pode ser transmitido de pessoa para pessoa através de aerossóis (gotículas de saliva dispersas no ar) expelidos pessoa infetada, que podem ser inalados por aqueles com quem contacta. Por isso, e conhecendo as brincadeiras das crianças, não é de admirar que quando uma apanha gripe possa infetar praticamente toda a escola…

Após a transmissão, o vírus demora entre 1 a 4 dias a incubar, sendo que no final desse período o nosso sistema imunitário começa a manifestar os primeiros sintomas.

Gripe ou constipação?

É muito comum dizer-mos “estou com gripe”, quando na verdade estamos constipados. Mas é importante sabermos distinguir muito bem estas duas infeções, porque tanto os sintomas e tratamento como as medidas preventivas a tomar serão ligeiramente diferentes.

Tal como a gripe, também a constipação se trata de uma infeção vírica. Mas ao contrário da primeira, a constipação não é causada pelo vírus Influenza, mas sim por uma série de outros vírus. Além disso, os  sintomas da constipação limitam-se na maioria dos casos às vias respiratórias:

  • Pingo no nariz
  • Espirros
  • Irritação na garganta
  • Muco nasal que dificulta a respiração, etc.

No caso da constipação, estes sintomas tendem a aparecer de forma gradual com um pico ao 2º ou 3º dia, desaparecendo depois de forma semelhante.

Sintomas da gripe

Para além dos sintomas comuns à constipação, agripe tende a aparecer subitamente (em poucas horas) e pode causar também um grande mal estar por todo o corpo. Assim, quando o organismo está infetado pelo vírus da gripe pode apresentar:

  • Calafrios
  • Dores musculares
  • Mal estar geral
  • Dores de cabeça (não apenas na zona ao redor do nariz)
  • Febre ou estado febril (embora nem sempre)
  • Falta de energia
  • Perda de apetite
  • Sintomas gastrointestinais (enjoo, vómitos, etc.)

Prevenção da gripe

  • Lavar as mãos com frequência
  • Evitar o contacto com pessoas infetadas

A gripe transmite-se pelo contacto pessoa-pessoa

  • Ter uma alimentação rica e variada

Em particular, um alimentação rica em vitamina C (vegetais de folha verde, citrinos, kiwi, açaí) mostrou reforçar de forma significativa o sistema imunitário da criança.

  • Vacinar sempre que o médico considerar pertinente

A vacinação reduz drasticamente a probabilidade de vir a ser infetado pelo vírus da gripe

Quando a criança está com gripe, é também importante evitar que possa contagiar os colegas de infantário e familiares ou amigos mais vulneráveis (outras cirnaças, grávidas e idosos).

Diagnóstico da gripe

O diagnóstico absoluto de uma infeção por gripe é conseguido apenas por análise laboratorial . No entanto, tratanto-se de uma infeção de curta duração e que é facilmente resolvida pela generalidade das pessoas, esta análise raramente é feita.

Assim, a gripe será diagnosticada principalmente pela análise dos sintomas que o doente apresenta.

Tratamento da gripe

  • Sintomátco

Mais uma vez, a infeção pelo vírus da gripe tem uma duração curta e resolve-se autonomamente com alguma facilidade. Por isso, na maior parte dos casos o tratamento é apenas sintomático, tratando apenas aquilo de que o doente se queixa, seja a tosse, febre, dor de cabeça ou a congestão nasal.

No caso das crianças, é muito importante ter em conta o aconselhamento do pediatra para escolher a medicação a utilizar nos casos de febre, indisposição, tosse e congestão nasal, respeitando tanto a escolha dos medicamentos como as doses recomendadas.

Sempre que a febre se elevar acima daquilo que é normal, quando os sintomas se tornam particularmente incomodativos para a criança, ou sempre que temos qualquer acerca daquilo que devemos fazer,  devemos contactar o pediatra, médico de família, farmacêutico ou a linha Saúde 24 (808 24 24 24).

  • Anti-vírico

Existem também medicamentos anti-virais que podem prevenir o aparecimento de sintomas quando tomados nos primeiros dias da infeção, ou até reduzir a duração da sintomatologia da gripe. Contudo, esses medicamentos só podem ser tomados quando o médico considera que tal se justifica.

É de salientar que os antibióticos não têm qualquer efeito no tratamento da gripe, uma vez que se destinam a tratar apenas infeções causadas por bactérias.

 

Cuidados a ter quando a criança tem gripe

Embora se trate de uma infeção ligeira, a gripe pode originar algumas complicações se tivermos alguns cuidados:

  • Manter a criança hidratada

Especialmente quando a temperatura está mais elevada

  • Não agasalhar em demasia

Novamente para evitar a desidratação, mas também a compressão das secreções que gera mal-estar

  • Proteger de infeções bacterianas

Lavar as mãos e evitar o contacto com pessoas infetadas por este tipo de doença

  • Nas crianças asmáticas, ter a medicação SOS sempre à mão

A probabilidade de ocorrer uma crise de asma é significativamente superior

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.