|as cinco coisas que não prescindo| #6 – amamentação

Hoje voltamos à rubrica das coisas que não prescindo, desta vez dedicado àquilo que mais gostei e mais trabalho me deu nos primeiros tempos de maternidade – a amamentação.

Este é o processo mais natural duma recém mamã, mas a evolução dos tempos permite-nos ter um processo mais fácil e sereno. Selecionei cinco itens, que para mim são essenciais a quem quer ter um período de amamentação mais fácil.

1. Bomba elétrica Swing da Medela

swingEsta é a primeira aliada. A bomba é boa para quase tudo: para estimular, para tirar leite para quando regressar ao trabalho ter stock, para quando precisa de deixar o bebé com alguém enquanto vai a um compromisso de adultos (inclui namorar). Tive sorte porque a minha cunhada já tinha sido mãe e tinha adquirido a Swing. Eu gostei muito da forma como trabalha, e sobretudo da fácil utilização. Dá para usar com pilhas e ligada à corrente. O preço? Ora bem, não é muito agradável assim à primeira vista, mas vale o investimento, sobretudo quem quer ter mais de um filho e quem, sobretudo, pretende prolongar a amamentação até “tarde”. Preço entre 115 e 160 euros.

2. Conchas coletoras e discos reutilizáveis

conchasEste para mim, é o must-have. TODAS as mulheres grávidas deviam ter estas duas coisinhas na mala da maternidade. Começo pelas conchas. São úteis para recolher o leite que escorre durante o dia da mama e permite na circulação de ar na auréola e mamilo. Não esquecer que devem ser acompanhadas dos discos para não transbordar quando nos baixamos. Eu optei por discos de amamentação reutilizáveis. Custava-me utilizar e deitar ao lixo plástico e papel com umas gotas de leite. Os discos reutilizáveis podem ser colocados na máquina de lavar e secam super rápido. O preço de conchas e discos rondam os 25 euros (Conchas Chicco na imagem)

3. Almofada de amamentação

amofada-amamentacao

Este objecto deu-me um jeitaço no meu puerpério quer na gravidez como foi dito aqui. É ótima para suportar o peso do bebé enquanto amamentamos, é ótima para colocar o bebé em forma de espreguiçadeira, é ótima para colocar o bebé quando se começa a sentar. O preço ronda os 30 euros.

4. Creme para mamilos

 

Estes geram muita confusão. As CAM (Conselheiras de Aleitamento Materno) por norma desaconselham usar creme para os mamilos, que o melhor cicatrizante é o próprio leite. E eu sei e acredito na teoria, no entanto, na minha primeira experiência enquanto mãe foi-me aconselhado o Purelan. 100% lanolina e ótimo para gretas e fissuras nos mamilos. Super calmante e é apto para o bebé mamar sem ter de limpar. O problema? Pois, primeiro que consigamos espremer a embalagem, solta o leite todo da mama! (sim, isto aconteceu cá em casa e era eu a chorar de rir com o leite, em esguicho, a soltar-me pela mama!) – Que maravilha que é a maternidade! Decidi então, recorrer ao outro creme, este mais bálsamo, da Mustela. Muito fácil de aplicar e cremoso, colocava-o no frigorífico e depois de aplicar dava-me uma sensação de conforto! Este creme saiu de circulação em Portugal, e após contactar-mos a Mustela, não nos souberam responder quando voltará para reposição de stock.

5. Aconselhamento Presencial

voucher-oferta-2-consultas-de-amamentacao

Deixei para último o mais importante para mim. A ajuda. Para o sucesso na amamentação é preciso ajuda, seja de mães mais experientes seja de especialistas da amamentação. Nem tudo são rosas e como já tive oportunidade de referir aqui no blog se não fosse a minha persistência e a ajuda essencial da minha CAM, e amiga, Filipa não teria conseguido amamentar tanto tempo. Há dezenas de CAM espalhadas pelo Pais. Este serviço não é gratuito pois como nós, as conselheiras têm filhos para sustentar, casa para pagar e sobretudo, tiveram de pagar os seus cursos certificados.No entanto, as consultas são acessíveis comparando quanto se gasta em fórmulas. A Rede Amamenta está espalhada pelo país e podem consultar o site aqui.

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.