Eu sou aquela mãe que não dorme

Eu sou aquela mãe que não dorme! Aquela mãe que se rói de inveja quando as amigas cantam aos sete ventos que os seus filhos dormem 12h seguidas. Sou aquela mãe que se deita cansada e acorda mais cansada ainda. Sou aquela mãe que por consequência do cansaço perde rápido a paciência e precisa de contar até 100 varias vezes por dia. Eu, sou aquela mãe que não dorme.

Existem bebés que, pouco tempo após o nascimento, começam a dormir durante a noite horas a fio, proporcionando aos pais uma adaptação tranquila à vida com o novo elemento da família. Os meus filhos nunca foram esses bebés!

O Migas só começou a criar uma boa rotina de sono aquando do nascimento do irmão, com cerca de 2 anos e 4 meses. O caçula por sua vez já tem 2 anos e 3 meses e não dorme. Não dorme ele e por consequência não durmo eu. As teorias são muitas. As regras outras tantas. O problema é ele? Ou serei eu? Já expressei a minha (quase) revolta aqui e o problema mantém-se, alias, agravou-se.

dsc_0047

Ele grita, chora, chama por mim, não aceita mais ninguém. Na folga consegue adormecer com o pai, sem eu estar presente, sem mamar, sem me sentir, de noite não.

  • Já lhe ofereci varias chuchas e já retirei todas.
  • Já ofereci bonecos e já disse que eles foram embora.
  • Já comprei pijama mais quente e já o deitei completamente sem roupa.
  • Já o adormeci deitada do lado dele e já o adormeci sentada.
  • Com mama e sem mama.
  • Com historias e sem elas.
  • Li livros sobre o tema, estudos, palestras, workshops.
  • Foi medicado para a perturbação do sono sem resultados visíveis.
  • Estivemos em contacto com uma terapeuta do sono e não consigui fazer nada daquilo que ela me indicou.
  • Já o deitei com o irmão ou na cama do lado.
  • Já dormiu comigo.
  • Já tirei a sesta.
  • Já pensei em acabar com a maminha mas a minha coragem não permite.
  • Já o alimentei antes de dormir… Acho que já fiz tudo o que tinha ao meu alcance.

Hoje desisto! Vou continuar a ser aquela mãe que se rói de inveja quando as amigas cantam aos sete ventos que os seus filhos dormem 12h seguidas. Vou continuar a ser aquela mãe que de deita cansada e acorda mais cansada ainda. Vou continuar a ser aquela mãe que por consequência do cansaço perde rápido a paciência e precisa de contar até 100 varias vezes por dia. Eu, vou continuar a ser, aquela mãe que não dorme.

Mónica.

Este artigo tem 0 comentários
  1. Mónica Teixeira diz:

    Bom dia, Mónica.
    Eu tenho a minha pipoka que tem 6 anos e ainda não dorme uma noite inteira sem me acordar….
    Quando li o teu post, revivi-me com “inveja” das ditas mães a dormirem sem os miúdos acordarem!!!!!!!
    E como tb me chamo Mónica, se calhar o problema é do nome (risos)…..
    Raro é o dia que durmo sem acordar….. e a paciência torna-se quase nula….. E agora que vai começar a escola espero que melhore.

    Bjinhos
    Mónica

    • Monica diz:

      Bom dia Mónica! Pois é, o problema talvez esteja no nosso nome eh eh
      Nem quero imaginar o seu estado. Chega a ser doloroso fisica e psicologicamente passar noites em claro. É verdade, a’inveja’ dessas mães e desses bebes que dormem a noite toda é imensa 😉 Tudo há-de melhorar, é a minha esperança.

      Um bom regresso as aulas para ela e melhores noites para si. Obrigada por nos seguir.
      Um beijinho

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.