|a história do nosso novo visual|

Há muito tempo que queríamos mudar o visual do nosso Blog. O nosso anterior logótipo foi desenrascado por nós sem qualquer experiência em design, branding ou alguma dessas coisas com nome inglês.

Andamos a procurar por ideias, por conceitos até que nos lembramos de conjugar três permissas. Teria de ser algo clean e com fundo branco (aqui a je não gosta de coisas pipis), algo que tenha a ver com a nossa essência (mulher, feminilidade e maternidade) e sobretudo algo que agradasse às duas e aos nossos 6 gajos (não a todos, mas isso é uma indireta para alguém – J – homem da Mónica).

O logótipo é uma raposa. Uma raposa de uma só linha.

A raposa por muitos considerada má (influenciada pelas inúmeras fábulas) para nós tem um significado muito especial. É dos animais que ambas gostamos e adoramos sobretudo o seu grafismo. Os nossos miúdos mais velhos adoram animais e a raposa também faz parte do leque dos animais preferidos.

Quando chegamos a uma conclusão que queríamos uma raposa, fomos investigar… Sabiam que a raposa no Japão é considerado símbolo da feminilidade e de amor maternal? Pois é. Parece que adivinhávamos. Na intensa busca do novo logótipo deparamo-nos com esta imagem. Foi amor à primeira vista: A raposa. De uma só linha.

O caminho que traçamos é só um. A afirmação da mulher e da maternidade. Aqui somos mães verdadeiras. Aqui somos espelho do que temos em casa. Já falamos das birras, das insónias, dos piolhos, das dificuldades da amamentação, da desorganização das rotinas. Somos verdadeiras. Somos boas mães mas não somos perfeitas. E temos esse caminho – mostrar a perfeição da imperfeição da maternidade.

Bea e MónicaLogotipo

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Este artigo tem 0 comentários
  1. alexandrabaiao diz:

    como designer, adoro o logotipo. como mulher, conhecia o significado e sei que às vezes sei ser como a raposa das fábulas…matreira! como mãe, estou a adorar descobrir e perceber que a maternidade nao é um mar de rosas, mas é mesmo sinal de muito amor! gosto mesmo muito do vosso blog… tem sido excelente descobri-lo!
    beijinhos da costa alentejana, Xana

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.