[farmácia] Os desparasitantes não são só para os animais!

photo-1455145914126-c357157e2db0.jpg

O vulgarmente denominado “remédio das bichas” é um fármaco desparasitante, isto é, um medicamento que combate as infecções provocadas por parasitas, neste caso, parasitas intestinais.

Os parasitas são um grupo grande de seres vivos que dependem de outro ser vivo para viver. As infecções por parasitas intestinais podem ser transmitidas de diversas formas. Podem ser adquiridas a partir da ingestão de larvas e ovos encontrados no solo, alimentos, águas, poeira, bem como através de mãos sem a devida higienização.

Os parasitas intestinais vivem no intestino alimentando-se neste local. Os sintomas mais comuns das parasitoses intestinais são: dores de barriga, diarreia, gases, falta de apetite, vómitos, náuseas, perda de peso, tosse, anemia e ardência ou prurido anal.  Os parasitas mais usuais são as ténias, as lombrigas e a giardia.

Para prevenir ficar infectado com parasitas é importante ter atenção à limpeza dos alimentos, bem como a higienização das mãos entre outros cuidados de higiene em geral.

Normalmente, quando temos animais, é nos aconselhado a fazer a desparasitação interna a estes duas ou mais vezes ao ano. Mas é importante ter em atenção que se vamos fazer aos nossos animais devemos fazer a toda a família também. Não faz sentido os nossos animais ficarem sem parasitas internos e nós não. O mesmo se passa com as crianças, se vai fazer ao seu filho a desparasitação, também deve toda a família fazer a mesma desparasitação pois se o seu filho ficar sem parasitas mas, por exemplo, os pais ficarem com parasitas vai haver de novo contaminação da criança.

Sei que nem todos os profissionais de saúde são apologistas da desparasitação defendendo, que os parasitas já não existem tanto na sociedade devido aos cuidados crescentes de higiene das ultimas décadas. Concordo com este pressuposto. Contudo, segundo a minha experiência profissional, sei que os parasitas continuam aí, são transmitidos através de animais ou mesmo através de humano para humano. Conheci vários casos de crianças a expelir lombrigas.

Por isso sou sempre da opinião que prevenir é o melhor remédio. Assim defendo que devemos fazer a desparasitação interna de toda a família (animais e humanos) duas vezes por ano.

Ainda por cima a evolução dos fármacos desparasitantes tem vindo a aumentar e agora basta um comprimido de toma única e fica o tratamento feito.

Qualquer dúvida sobre este tema estou à disposição para responder às questões aqui.

n.jpg

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.