[Mães de segunda viagem] 10 razoes para ter um segundo filho (ou então não)

Um novo filho, um novo mundo.
Comigo foi assim.

10482428_871770632850972_7937762398666324522_n

Um mês de D.

Em 2014, tornei-me mãe pela 2ª vez e isso revelou-se uma autentica batalha comigo mesma, uma mudança abrupta da pessoa que eu era até então (e não pensem que foi para melhor). Um boom de mau humor e de muitos banhos por dar. Muito cabelo estragado e muita sobrancelha grossa.
Felizmente durou poucos meses.
Passado algum tempo do nascimento do D fui aliviando a carga, deixando de colocar tanto perfeccionismo em tudo o que fazia (ou quase tudo), deixei de querer tudo, deixei de querer tanto e deixei de querer tanto tudo. Aceitei que a imperfeição existe e esta em nós, nos nossos filhos, no pai dos nossos filhos, no seio da nossa família. O cuidado exagerado com os miúdos foi perdendo intensidade (tem dias..). Mas mantêm-se algumas das minhas manias aquando da primeira gravidez. E que manias.. Comida boa para os meus filhos?! A minha. Pediatra?! Para quê? (Calmaaa eu continuo a levar os miúdos ao médico). Está na hora de dormir? Eu adormeço. Eu passo. Eu visto. Eu calço. Eu limpo. Eu tudo. E no final, eu reclamo.
1512389_758659794162057_1745999291_n

A foto oficial da segunda gravidez.

Mas é maravilhoso!! Sabem tudo aquilo que uma mãe de 2 vos diz com aquele brilho nos olhos e aquela lágrima ao cantinho no olho?? Acreditem! É tudo verdade.
Deixo-vos as 10 razoes para mais logo irem ter uma conversinha com os vossos maridos.

10 razões para ter um segundo filho

  1. Ja sabes com o que contar. Não vai existir tanto desespero, nem tanto stress em torno da recém chegada do bebé. Mas, vão ter dias em que vão querer cortar os pulsos.
  2. O segundo filho dá menos trabalho que o primeiro. Já temos mais experiência, somos mais tolerantes. (eu infelizmente não fui inserida nessa oferta).
  3. Existe ainda o factor companhia. Eles vão brincar muito juntos e isso vai aliviar um bocadinho os papas. Já podem ir à casa de banho descansadas mamãs, uma vez ao mês.
  4. Roupa. Poupamos imenso com a roupa do irmão.
  5. Economia. Gastamos muito menos dinheiro com o segundo filho. Para além da roupa, a bomba do leite, a cadeirinha da papa, o biberão xpto carissimo, os talheres, os brinquedos..
  6. Ajuda na socialização e na partilha. (também não fui contemplada com esta ultima, há dias em que há cabelos no ar, mordem-se e trepam paredes para fugirem um do outro). Mas ter um irmão é aprender a disputar um espaço, a atenção, o tempo e os próprios pais. Assim, um ajuda o outro a crescer, a amadurecer, a interagir e a desenvolver.
  7. Diversão. O que eu me divirto com dois filhos… (agora estou a falar a sério)
  8. O amor duplica. É clichê, bem sei, mas é a verdade. Todos os pais tem medo de não amar o segundo filho como o primeiro, mas a verdade é que o amor multiplica com a chegada do caçula.
  9. Aprendizagem para todos. As pessoas são diferentes, os nossos filhos são diferentes e, assim, cada um deles ensina coisas diferentes aos papás. O mundo que o primeiro filhos nos deu a conhecer será completamente diferente daquilo que o segundo filho nos trás. Um novo mundo vem através de uma nova vida.
  10. Eles serão amigos para sempre. Vão olhar um para o outro com orgulho, admiração, respeito, carinho e sobretudo, um profundo amor. (na maioria dos casos vá).
Um desafio, envie-nos um bocadinho da vossa historia com uma foto (caso assim o entendam) e contem-nos as vossas aventuras de mamãs ou papás de segunda viagem! Escrevam para: mail.bloga8@gmail.com ou para a nossa pagina de Facebook.
10599630_887076677987034_397963473546492250_n
Mónica.
Este artigo tem 0 comentários
  1. Ana Marques Roxo diz:

    Meninas eu adoro-as! Também eu sou mãe de dois meninos e revejo-me sempre nas vossas palavras. Monica, obrigada por me fazer recuar no tempo e com a doçura das suas palavras me recordar dos meus filhos em pequeninos, é sempre um prazer ler aquilo que escreve.
    Parabéns miúdas, vocês são maravilhosas!

  2. Joana Amaral diz:

    Obrigado Mônica, já comecei a minha semana a sorrir.
    Um beijinho as duas
    Joana

    • Anónimo diz:

      ‘ ‘ muita sobrancelha grossa” é muito bom. 😂😂E tão verdadeiro que é! Lembro.me quando o meu terceiro nasceu eu não despir a mesma roupa durante 2 dias e perguntas ao marido como é que conseguia acordar do meu lado sem morrer de susto. Mulheres…

    • Monica diz:

      Nós é que agradecemos Joana! 😉

  3. Pedro Costa diz:

    No meu caso é a minha mulher não quer ter mais filhos. Diz ser incapaz de amar outro ser de igual forma como ama a nossa B. “À noite irei ter uma conversinha com ela”. Obrigada pelas dicas bloga8.

    • Anónimo diz:

      O meu marido é igual. Recusa um segundo filho por isso mesmo, falta de amor, segundo ele. Tem medo de não conseguir amar, de não conseguir responder as dificuldades e apelos de um recém nascido com o nosso JP de 5anos. Quero um segundo filho desde que o meu mais velho começou a andar 😉
      Obrigada Mônica e Bea pelas vossas sugestões tão reais. Um bem haja pelo vosso trabalho.

      • Monica diz:

        Uma grande conversa a dois, muita informação, muito amor e uma boa dose de paciência resolvem esses medos. 😀 Obrigada pelo carinho.

    • Monica diz:

      Ola Pedro, esperamos noticias suas daqui a 9 meses 😉 Venha e conte-nos a sua historia! 🙂

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.