|pai, marido, homem|

Sim, por esta ordem. Tenho muita sorte, confesso. Sorte que faço por merecer retribuindo diariamente a proteção que ele nos dá.

É o pai que gosta dos filhos da forma de que qualquer pai deveria gostar. Incondicionalmente. Tem de dominar os seus ataques de fúria quando os miúdos fazem birra ou são trapalhões, mas compensa quando lhes dá beijinhos mesmo quando eles dizem que gostam mais de mim. Não gosta de lhes dar “porcarias” para comerem e faz-lhes sempre o pequeno-almoço, não fora eu deixar os miúdos morrerem à fome de manhã. Não gosta muito de brincar às coisas deles (faz-de-conta e assim) mas aceita sempre um passe de bola ou um combate de lutas “a fingir”. Gosta pouco de ver macacada na televisão, bem como os filhos, e andam, todos, literalmente atrás de mim pela casa. Gosta de andar com os filhos para todo o lado e sente-se mais completo com eles por perto. Apesar de nunca mo ter dito, sei que ele é assim. No início desta aventura de paternidade, ele sentia-se incapaz. Não porque fosse incompetente, mas porque lhe transmitiam insegurança (comigo incluída!). Agora, com o à vontade, surpreende-me dia para dia. E sei que bem lá no fundo, até gosta de ficar uns tempos sozinho com eles.

É o marido que me faz sempre, mesmo inconscientemente, as minhas vontades. Põe-nos à frente da sua própria vontade e isso, faz-me gostar dele cada vez mais. Não é muito de cenas lamechas nem surpresas (como este texto!) mas nos pequenos miminhos do dia-a-dia mostra que se importa com a minha felicidade. Gosta de me ouvir a falar de política, de futebol, coisas que sou bastante crítica. E vê comigo, coitadinho, as temporadas do House of Cards, Scandal e Keeping up with Kardashians (shame on me!). Consegui mudar-lhe algumas coisas sobretudo o orgulho. Agora, quando discutimos (sim, isto não é um conto de fadas!) e vê que não adianta porque os nossos pontos de vistas são e serão diferentes, diz-me que não vale a pena discutir que as coisas não vão mudar. E pede-me um beijo.

É o homem que gosta muito de futebol, propriamente do Glorioso – Benfica. Gosta de ver aqueles programas de segunda-feira sobre o mesmo tema e tem uma risada gostosa. Chato, passa a vida a implicar com coisinhas pequeninas e é mais organizado do que o arquivo do Banco de Portugal. Gosta de Aftereight (blllarrcc!!) e odeia queijos. Consegue-me surpreender todos os dias e todos os dias sinto-me uma mulher melhor.

Ele é o pai, marido e homem, por esta ordem.

Beatriz_36smn-6.jpg

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.