|não ofereça nada aos meus filhos sem o meu consentimento, obrigada!|

A educação das crianças cabe aos pais. E apenas aos pais. Os avós já outrora foram pais, os tios já foram ou ainda vão ser e os amigos e amigas não se devem intrometer. Sobretudo na educação alimentar.

Os pais, em conjunto com o pediatra ou nutricionista, decidem o que dar, quando dar e como dar a comida aos seus filhos. Com as devidas restrições. É sabido que não se deve dar leite de vaca antes dos 12 meses. É sabido que devemos evitar açúcar na alimentação das crianças. É sabido que não devemos empanturrar as crianças com comida.

Um dia, à porta do médico, uma senhora, com boa intenção, oferece ao P uma bolacha com recheio de chocolate que o filho de quatro anos estava a comer. O P, com apenas dez meses, mas já com a marcha adquirida, pega na bolacha. Antes de a colocar na boca, a senhora pergunta se pode dar. Ora bolas, o miúdo já tinha pegado na bolacha e só depois é que pergunta? Ainda consegui evitar que ele comesse a bolacha, mas não evitei um choro e uma birra pela bolacha.

Este caso, foi feliz. Ele não comeu a bolacha.

Por isso, agradeço que não ofereçam comida sem o meu consentimento, por favor!

Para além dos cuidados alimentares básicos como falei, há outros assuntos mais graves que podem ocorrer ao oferecer um alimento a uma criança: uma reação alérgica. E o P tem alergias alimentares. E não quero, nem me interessa ter de visitar uma urgência hospitalar por causa de falta de consideração por parte de outros.

Por isso, não me desautorizem quando digo não aos meus filhos. Nem digam ”coitadinho é apenas um chocolate”. Ninguém gosta mais deles do que eu e o pai. Mesmo dizendo-lhe que não.

Obrigada.

Mãe do P e do M

BeatrizEvolucao_22smn-24.jpg

 

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Este artigo tem 4 comentários
  1. FF diz:

    Também verificas à lupa a comida da creche? 😆

    • Anónimo diz:

      No meu caso sim
      Pois as alergias alimentares podem ser fatais para a minha filha
      Por duas vezes fomos parar às urgências porque ela fez un choque anafilatico
      E não ela não come a comida da escola tudo o que come na escola é preparado em casa
      Chama – se a isso precaução

      • Bea diz:

        Olá! Obrigada pelo seu comentário. Sem dúvida que deve andar sempre com o coração nas mãos! Que alergia a sua filha tem? E que idade tem? Um beijinho grande <3

    • Bea diz:

      Olá F 🙂 só tu para comentares assim 🙂 Mas, para te esclarecer, vejo todos os dias as ementas e tento conjugar as refeições cá em casa de forma inversa. Se lá é carne, aqui é peixe. Na escola onde eles andam até o bolo de aniversário dos miúdos é confecionado lá! Para compararem as alergias alimentares e reações que os outros meninos podem ter – intoxicações alimentares, gastros etc… E as ”lembranças’ são proibidas, sobretudo as de gomas etc. As normas preferem que se dê uma prenda para o grupo. Um livro, um jogo etc. 😀 Um beijinho grande para ti.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.