[make me craft] |o pote da gratidão|

O novo ano está quase, quase aí. Muitos são os planos, os balanços e até a cor das cuecas são chamadas ao barulho!! Nunca gostei da passagem de ano. Para mim, é sempre nostálgico deixar um ano para trás. Não é que sinta pena de deixar o ano, mas acho que ficam sempre coisas por resolver. Por norma, gosto de me refugiar. De estar sozinha com os meus. Acho descabido tanta festa por apenas um minuto que vira igual a tantos outros.

No entanto, todos os dias são bons dias para a mudança. E eu, sou apologista da mudança – para melhor.

Há anos que temos este hábito – Agradecer. Ao Universo, ao destino, a Deus, à Sorte. A quem ou ao que quiserem. Não é preciso, a meu ver, ir às missas todas da semana nem tão pouco fazer uma peregrinação a Fátima (mas se sentirem bem assim, go ahead!). Eu acredito em Deus. Acredito no ser bondoso que me ensinaram a amar. E, por isso, agradeço a Ele.

Normalmente, utilizamos o Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças) para fazer uma singela oração – este ano como um dos miúdos esteve doente até fiz a oração sozinha – mas o ano novo (ou o final do velhote!) é uma ótima data para começar a preparar para dar Graças. E como? Muito simples! Vão precisar de:

ingredientes

Washitape a gosto | Jarra, pote, lata (recipiente qualquer) | papel | caneta

 

Eu decidi utilizar umas washitape que tenho fininhas com cores lisas. Colei-a fazendo espirais no recipiente (utilizei uma jarra de vidro do IKEA)

produtofinal

Agora é simples: escrevam as pequenas coisas que acontecem no dia-a-dia que merecem ser agradecidas: um abraço quando precisavam, um guarda-chuva emprestado quando começa a chover torrencialmente, uma gripe que curou, um aumento no salário (isto é que era!!), etc…

Depois é só colocar dentro do pote e passado um ano ver o quão gratificante foi!

Para estimular os miúdos mais velhos (a partir dos 5 anos) a trabalhar a gratidão, este é um ótimo ”jogo” para eles.

Este ano, ao contrário dos outros, vamos coloca-lo no móvel da sala ou da entrada. Vai ser um pote coletivo. Por isso malta, quando vierem cá a casa podem deixar a seguinte nota:

Sou grato por ter a Bea na minha vida. 😀

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Este Artigo tem 1 comentário
  1. […] Aquelas palavras não me saíram da cabeça e lembrei-me que, dando seguimento à ideia já aqui partilhada pela Bea, podíamos criar nós um método para poder agradecer e registar a gratidão […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.