[testemunho] O Pai, testemunha do nascimento.

Ser pai tem sido uma experiência nova a cada dia, todos os dias existem cuidados diferentes a ter em conta na educação do novo Ser que nos foi dado a cuidar.


O Pai é o homem, principio masculino, é ele que protege e pensa as novas ideias de cada dia e assim faz avançar com a força necessária, enquanto que a Mãe alimenta e cuida da família como ninguém, lembrando a cada toque de como é importante o Amor e a sensibilidade na natureza de agir.

Para mim ser pai tem sido enriquecedor pela nova maneira de pensar a vida, agora visto do lado do pai e não só de filho.

10410017_10153485063918143_125461480_n

Sandro e o seu filho Issac

Cuidar de uma criança não é fácil, é bastante cansativo nestes primeiros tempos de bebé.

Agora é ainda cedo penso, para saber o que nos trás de diferente a vida de pai mas já dá para sentir a nova responsabilidade de ser um exemplo para o meu bebé. É normal sentir medo de algo tão novo e diferente nas nossas vidas, incertezas de saber como cuidar de uma criança, assim como todas as questões inerentes a isso. Os nossos familiares e amigos têm ajudado com o suficiente. Ser pai tem sido uma certeza das minhas convicções informadas, pois a informação é muito amiga da escolha, sendo que há certamente muitas maneiras de fazer a mesma coisa, dar tempo a nós e a criança para aprender a lidar com as questões assim como procurar informação nas duvidas que temos a respeito de todas as coisas.

Ser pai é ser um amigo que apoia a vinda de uma nova pessoa ao mundo, sendo para mim alguém a quem quero mostrar aquilo em que eu acredito, as minhas convicções. Com isto me calo porque em verdade a natureza é sabia e as crianças são pedras preciosas vindas do paraíso, se é que ele existe, cabe a nós mais crescidos aprender-mos nós com eles e não impor nada, mostrar o mundo e acompanhar seus primeiros passos, como bons animais na natureza que somos.

1415794_10153485063213143_366034252_n

Em relação à maternidade tudo nos correu dentro da naturalidade, seguimos os bons conselhos com um cuidado grande na saúde e um espírito positivo e tudo correu perfeitamente normal, pois é normalmente isso que deve acontecer, os partos serem normais, ou naturais, depende do ponto de vista…
Informá-mo-nos onde e como poderíamos ter um parto natural e encontramos no Hospital Garcia da Horta uma excelente equipa de médicos e enfermeiras que nos esclareceram de tudo respeitando sempre nossas ideias e sentimentos. O parto foi rápido e de forma natural, as emoções ficaram ao rubros e muitas ideias na cabeça, até foi um pouco estranho chegarmos dois ao hospital e abalarmos três, passa muita coisa pela cabeça num momento assim.

11953138_10153339840763143_3289641032844465042_n

Marlene a casa de Issac

Foi importante para mim manter me calmo e paciente restando-me pouco a fazer se não estar presente ali ao lado da minha companheira, tentando dar-lhe força e segurança num momento tão dela e do bebé.
O pai não tendo muito a fazer, estar presente nos momentos certos é de toda a importância para que tudo se desenrole de uma forma mais confortável para a mãe, sendo este o papel mais importante para mim, o resto vem com os acontecimentos, estar presente é importante, apenas estar.

Não sendo a maternidade, palavra nascida da palavra “mãe”, a altura mais preponderante do papel de pai é nesta altura, a presença e uma voz esclarecida das ideias da família, são importantes para levar a um bom porto a educação de um filho ao longo dos tempos, pois não querendo de forma alguma suscitar conflitos com alguém, ninguém cuida melhor de uma família que uma mãe mas ninguém cuida  melhor de uma mãe que um pai.

Sandro.

Ao Pai Sandro um obrigada pelo grande Pai e companheiro que nos és. Que o amor prevaleça sempre.

Marlene.

Este Artigo tem 1 comentário
  1. Anónimo diz:

    Love Love Love thanks for the share 🙂

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.