[Exercício Físico] Benefícios do exercício físico no pré e pós-parto

 

Benefícios do exercício no pré-parto

De acordo com vários estudos realizados, o exercício físico na gravidez ajuda a reduzir o inchaço, melhora a circulação sanguínea, aumenta o equilíbrio muscular, alivia os desconfortos intestinais (incluindo a obstipação), diminui a ocorrência de cãibras nos membros inferiores, fortalece a musculatura abdominal e facilita na recuperação pós-parto. A execução de exercícios durante a gravidez previne desconfortos na região lombo-pélvica, melhora a imagem corporal e pode ajudar a prevenir a diabetes gestacional, melhorando a sensibilidade à insulina, ajuda no controlo da gordura abdominal e pode ainda facilitar as tarefas no trabalho de parto.

O hábito de praticar atividades físicas e de exercício físico especializado proporcionam uma gestação mais saudável e poderão favorecer no parto vaginal através de um controlo da dor, da respiração e de um aumento da consciência corporal. Além disso o exercício físico na gestação é importante também como forma de manter a massa muscular e controlar o aumento de peso de acordo com as recomendações médicas. Sabe-se que a atividade cardiovascular durante a gestação tem uma importância comparada ao período não gestacional. No entanto, com a prática regular de exercícios físicos, reduz-se o stress cardiovascular, o que se pode refletir, especialmente, em frequências cardíacas mais baixas, maior volume sanguíneo em circulação, maior capacidade de oxigenação, menor pressão arterial, prevenção de tromboses e varizes. As vantagens da atividade física durante a gestação estendem-se ainda aos aspetos emocionais, contribuindo para que a gestante se torne mais auto confiante e satisfeita com a sua aparência, aumentando a sua auto estima, o seu estado de humor e apresentando maior satisfação na prática dos exercícios.

No entanto, o exercício na gestação pode acarretar para a mãe riscos de hipertermia, hipoglicemia e lesões músculo-esqueléticas, quando não realizado nas condições ideais/recomendadas. Além disso, a ação hormonal durante o exercício extenuante pode desviar algum sangue do útero e dos órgãos viscerais para ser distribuído preferencialmente aos músculos ativos, o que pode representar um perigo para o fluxo sanguíneo placentário. Tendo em conta estas possíveis complicações, é imprescindível que se tenha alguns cuidados com a prática do exercício e a sua prescrição, para que a gestante adquira os benefícios proporcionados por tal prática de maneira segura. Pelo que se sugere SEMPRE a procura de um profissional especializado na área.

12348402_1091573947533429_2037932608_n

Benefícios do exercício no pós-parto

As mulheres que se exercitam durante o período pós parto recuperam quase ao dobro da rapidez em termos de aptidão física e estabilidade emocional, bem como no domínio das novas capacidades que lhes são exigidas, comparativamente às que não se exercitam neste período.
Neste período a literatura revista indica que as mulheres que retomam a prática de exercício no período pós parto conseguem perder alguma gordura corporal com maior rapidez. O exercício pode também ser um ótimo meio no combate às dores lombo-pélvicas que ainda persistam assim como algumas dores articulares. Quando prescrito corretamente, é um excelente aliado na correção de desequilíbrios musculares causados durante o período da gravidez mesmo em algumas posturas adotadas no pós parto (ex.: amamentação) contribuindo para uma melhoria postural. Pode ainda ser uma forma de socializar e partilhar experiências com outras recém mamãs.

Na minha opinião como profissional, além do referido, há necessidade de encarar também este período como o ideal para retomar ou iniciar o treino dos músculos do pavimento pélvico, integrado ou não, num programa de exercícios de resistência muscular, ajudando na prevenção de futuras disfunções urinárias/fecais e na “reestruturação” da zona genital feminina. É normalmente um assunto “tabu” para as recém mamãs, mas deveria começar a ser encarado como primordial para o bem-estar físico e emocional da mãe/mulher.

(Damos continuidade à crónica Segunda-Feira falando da importância do pavimento pélvico na gravidez, pós-parto e prevenção de disfunções urinárias)

 

 Para mais informações sobre exercício físico durante a gravidez e no pós-parto, dirija-se ao ginásio Blive Health & Fitness em Beja ou contacte através do Facebook.

blive

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.