|quero deixar um mundo melhor para eles|

fralda2.jpgUm dia, quando os meus filhos forem adultos quero ter a consciência tranquila. Quero ter a sensação de dever cumprido e que fiz tudo o que podia para lhes deixar um mundo melhor.

Não podemos assobiar para o lado ou pensar que ”ah se os outros não fazem, porque tenho eu de fazer?” E, no ambiente bem como todas as questões educacionais, tudo começa em casa.

Faço reciclagem. Guardo o óleo e azeite usado numa garrafa de plástico/garrafão para depois levar a um oleão (a cerca de 2 km de casa!). Não deito equipamentos elétricos, pilhas e lâmpadas no lixo normal ou indiferenciado. Só não faço compostagem, porque, para quem vive num apartamento não lhe serve de muito e os vizinhos começavam (e com razão!) a queixar-se dos cheiros e ”bichinhos” que andaricavam por aqui. Até ultimamente tenho guardado o cartão que segura os rolos de papel higiénico para fazer coisinhas com os miúdos (mais tarde mostro tudo o que faço!). Mas não sou perfeita. Tenho uma pegada ambiental ainda grande, mas acho que aos poucos a coisa se vai reverter!

Quando engravidei, nas aulas de preparação para o parto, a enfermeira responsável, falou-me das fraldas ecológicas. Confesso que, ao início, me deu uma curiosidade para ver o que eram, de que forma era feita a lavagem, que prós e contras elas tinham, mas a profissional não sabia clarificar as minhas constantes dúvidas. Aliás, fui desencorajada por diversas mães de segunda viagem que me diziam que não compensava o trabalho. Não descansei enquanto não encontrei as minhas respostas.

Procurei e encontrei um grupo no Facebook que me respondia a qualquer pergunta: no início até me baralhavam!

Decidi comprar várias fraldas. Musselinas (fraldas de pano antigas), capas de pul, ajustadas, fraldas tudo-em-um. Não sabia o que gostava.

O P nasceu. O M nasceu. E eu continuo a usar fraldas reutilizáveis. O meu investimento inicial já foi recuperado. Já vendi algumas e comprei outras em 2a ou 3a mão. Não dão trabalho nenhum. Mas essa explicação fica para a semana!

Acabei por descobrir que para casa adoro ajustadas com capa. Adaptam-se melhor ao bebé, posso usar mais do que um absorvente e aguentam a noite toda.

fralda.jpg

Fralda Mita ® (www.mita.pt)

Nas saídas, para ser mais prática a sua colocação, uso tudo-em-um.

 

fralda1.jpg

Fraldas tudo-em-um BumGenius www.bumgenius.com

 

 

[continua para a semana] – não continuou porque após a gravidez fiquei com memória de peixe [17.Jan]

 

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Este artigo tem 2 comentários
  1. Catarina Oliveira diz:

    Olá Bea. Chegou a escrever o post mais completo sobre fraldas? Procurei no blog e não encontrei. É algo que me interessa bastante. Bjs

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.