| A Mónica e Eu |

Mónica.

Conhecemo-nos online, na fase mais bonita de mim, a minha primeira gravidez. Por coincidência, ou não, também tu estavas grávida: Eram dois meninos. O meu e o teu.

Os miúdos nasceram e nós, escondidas cada uma pela sua vida, continuávamos sem trocar grandes conversas nem desabafos.

Foi preciso renascer, novamente, para te dar o valor que tens para mim: és a forma alentejana de mim.

Nunca nos falamos, nem conheço a tua voz. Nunca te vi, nem senti um abraço teu. Nunca te olhei, nem vi o teu rosto de felicidade.

Conheço-te em mim e sei que aquilo que queremos conseguimos. Ou não fôssemos as duas, determinadas.

Artigo por Bea

Mulher, mãe de dois rapazes, apaixonada por flamingos e completamente chocoholic. Adora ler, dançar, comer e experimentar coisas novas.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.